Economia

Brasil: 56,4% das dívidas dos inadimplentes são pagas em até 60 dias

Dados do Serasa Experian são de abril deste ano

Fonte:EBC
20 de Setembro de 2021 as 20h 30min

© Marcello Casal JrAgência Brasil

Indicador da Serasa Experian de abril de 2021, mostrou que 56,4% das dívidas de consumidores inadimplentes no Brasil são pagas em até 60 dias, principalmente no segmento de Utilities (67,4%), que abrange água e energia. Na sequência estão Bancos e Cartões, com 62,6% de dívidas quitadas no período. Este é o Indicador de Recuperação de Crédito, que exibe o percentual de dívidas pagas em até 60 dias após a negativação.

O economista da Serasa Experian Luiz Rabi avalia que o fato de os percentuais de recuperação das dívidas estarem menores nos últimos dois meses – março/21 (56%) e abri/21 (56,4%) –, em relação aos do início do ano (58,8% em janeiro e 59,3% em fevereiro), pode estar relacionado com a aceleração da inflação no período, o que acaba corroendo o poder de compra da população e dificultando a quitação das dívidas em atraso.

Ele sugere que os credores proporcionem descontos e facilidades de pagamentos aos seus clientes em débito, a fim de conseguirem aumentar os seus percentuais de recuperação neste momento de inflação acima do previsto.

O indicador revelou um padrão: as dívidas mais recentes tendem a ser mais recuperadas, enquanto aquelas com mais tempo de existência têm o percentual de quitação mais baixo. Considerando compromissos que estavam vencidos há 30 dias, 74,3% foram quitados; de 30 a 60 dias, 42,4%; de 60 a 90 dias; 31,0%; de 90 a 180 dias; 28,3% entre 180 dias e o primeiro ano e 16,3% entre um e mais anos.

“O esquecimento é muito comum no caso de dívidas mais antigas. Muitas vezes quando a pessoa recebe a notificação de inadimplência, se lembra e realiza o pagamento. Além disso, há também a questão das multas e encargos moratórios que vão encarecendo as dívidas vencidas com o passar do tempo. Por fim, a priorização das contas a pagar também é um fator já que, devido ao atual cenário econômico, os consumidores com dificuldades financeiras acabam escolhendo qual será paga e qual será postergada para o próximo mês”, explicou Rabi sobre os motivos desse movimento.

2020

A Serasa Experian avalia que a pandemia de covid-19 e os desafios econômicos impostos no período fizeram com que, na média de 2020, 57,2% dos registros de negativação fossem recuperados no horizonte de 60 dias após a comunicação do credor, porcentagem menor que 2019, quando o índice ficou em 59,2%.

O indicador mostrou ainda quais valores são quitados com mais facilidade: em 2020, aquelas dívidas acima de R$ 10 mil tiveram recuperação de 70,4%, enquanto o intervalo de R$ 1 mil a R$ 2 mil teve retorno de 53,4% das contas.

“O aumento do desemprego e a redução da renda das pessoas fizeram com que muitos demorassem mais para pagar as contas atrasadas. Pelos dados, observamos que a maior parte priorizou o pagamento de dívidas mais caras, que costumam estar relacionadas a imóveis ou veículos. Elas geralmente têm o bem como garantia, ou seja, para não perder a aquisição os consumidores ficam inclinados a honrar o compromisso financeiro”, disse Luiz Rabi.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Economia

Economia

CNC: Brasil encerrou 2021 com recorde de endividados

As famílias recorreram mais ao crédito para sustentar o consumo

18 de Janeiro de 2022 as 11h00

Economia

Governo apresenta regras para relicitação do aeroporto de Natal

Contrato a ser assinado terá vigência de 30 anos

18 de Janeiro de 2022 as 09h00

Economia

Auxílio Brasil começa a ser pago nesta terça-feira

Investimento para os pagamentos supera R$ 7,1 bilhões

18 de Janeiro de 2022 as 07h15

Economia

Petrobras atinge recorde de produção no pré-sal em 2021

Estatal alcançou 1,95 milhão de barris de óleo por dia

17 de Janeiro de 2022 as 19h15

Economia

Banco Central diz que atividade econômica cresce 0,69%

Percentual de novembro é prévia do Produto Interno Bruto - PIB

17 de Janeiro de 2022 as 10h30

Economia

FGV: inflação medida pelo IGP-10 sobe 1,79% em janeiro

Índice é referência para tarifa pública e contratos antigos de aluguel

17 de Janeiro de 2022 as 10h00

Economia

Pandemia faz Receita Federal adiar retorno do trabalho presencial

Servidores voltam trabalhar presencialmente em março

17 de Janeiro de 2022 as 09h30

Economia

Empresas do Simples podem ganhar dois meses para regularizarem débitos

Comitê discutirá prazo extra em reunião na próxima semana

15 de Janeiro de 2022 as 06h45

Economia

Estados decidem encerrar congelamento de ICMS de combustíveis

Imposto voltará a ser corrigido por preços em fevereiro

14 de Janeiro de 2022 as 21h00

Economia

Timemania tem novas regras para divisão de recursos entre clubes

Metade da arrecadação irá para clubes indicados como Time do Coração

14 de Janeiro de 2022 as 09h00

Economia

Estiagem causa prejuízos à agricultura e ameaça o abastecimento

Inmet emite alerta sobre possível onda de calor em todo o RS

13 de Janeiro de 2022 as 18h15

Economia

Caixa deposita hoje retroativo do auxílio emergencial a pais solteiros

Cerca de 823 mil pessoas receberão benefício

13 de Janeiro de 2022 as 16h00

Economia

Venda de produtos de consumo em supermercados cresce 1,9% em novembro

Abras descarta ações para reduzir movimento de pessoas nas lojas

13 de Janeiro de 2022 as 15h45

Economia

Mais de mil consumidores são contemplados no sorteio do Nota MT; confira o resultado

Dois moradores de Cuiabá e três do interior foram sorteados com R$ 10 mil, cada um

13 de Janeiro de 2022 as 11h30

Economia

Setor de serviços cresce 2,4% em novembro, após dois meses de queda

A perda acumulada foi perda acumulada foi de 2,2%

13 de Janeiro de 2022 as 09h15

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO