Saúde

Pessoas com asma devem redobrar cuidados no outono e no inverno

Brasil registra mais de 20 milhões de pessoas com asma

Fonte:Agência Brasil
21 de Maio de 2022 as 11h 30min

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Pelo menos 300 milhões de pessoas no mundo são asmáticas e no Brasil esse número chega a mais de 20 milhões. No Sistema Único de Saúde (SUS), a doença oscila entre a terceira e quarta posição no ranking das causas de hospitalizações, sendo os meses de abril a julho os que registram os maiores números de internação por asma, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia.

Com a chegada do frio, o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP (InCor) alerta para a necessidade de redobrar os cuidados, já que as variações de tempo seco, típicas do outono e do inverno, são propícias para o aumento de casos.

Segundo o InCor, a conjunção entre poluição, ausência de chuva e tempo frio leva muitos asmáticos aos serviços de emergência com crises preocupantes, mas que podem ser evitadas. A recomendação básica é manter a doença tratada o ano todo, para chegar ao outono em boa condição de saúde.

Foi o que Michele Benevides, 36 anos, diagnosticada com asma grave aos 20 anos, começou a fazer, depois de já ter passado por mais de 30 internações por conta de crises da doença. Ela teve uma parada cardíaca, um choque anafilático e foi parar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Por conta disso, passou a ter mais atenção com a saúde para enfrentar o tempo frio e isso foi decisivo para mudar sua vida.

“A sazonalidade do outono e inverno é sempre muito difícil para quem tem asma. É o momento onde as crises mais aparecem. Então eu busco sempre evitar friagem e falta de proteção térmica. Tenho um ganho muito grande sendo acompanhada por um médico e tomando a medicação correta, tem sido essencial para que eu não evolua no meu quadro nesta época do ano. Tudo isso também evitou que eu tivesse novas internações e até mesmo consultas no pronto atendimento”, disse.

A asma é a inflamação dos brônquios, pequenas estruturas responsáveis pela troca de ar dentro dos pulmões. O processo inflamatório causa inchaço das vias áreas e produção de muco que, isoladamente ou combinados, podem levar à falta de ar de grau leve a extremo. Os sintomas mais comuns são tosse, chiado, aperto no peito e dificuldades respiratórias. A doença atinge crianças, jovens e adultos.

De acordo com o diretor do Ambulatório de Asma do InCor, o pneumologista Rafael Stelmach, baixas temperaturas e umidade, agentes alergênicos como material particulado no ar, fungos e ácaros, e infecções típicas da estação, entre elas, gripe e resfriado, são os fatores ambientais que podem causar as crises de asma. Sem o tratamento adequado e uma terapia com medicamentos, no caso do aumento dos sintomas, a inflamação pode progredir para a obstrução das vias aéreas e para a necessidade de internação.

“Pessoas que já têm a doença precisam estar prevenidas para passar por esse período do ano. Caso isso não aconteça, pode haver agravamento e descontrole da doença e assim dificultar a recuperação durante e depois das crises. Pacientes que moram em grandes centros urbanos costumam ser mais atingidos por conta da poluição. As regiões Sudeste e Sul do país são as mais afetadas. O Sul, principalmente, devido às temperaturas extremamente baixas nos períodos mais frios do ano”, afirmou.

Stelmach recomendou ainda que a pessoa com asma evite fumar, já que esse hábito provoca o agravamento da doença. Ele alerta que tanto o cigarro eletrônico quanto a maconha são nocivos para os asmáticos, que devem inclusive evitar o fumo passivo (quando o indivíduo convive ou fica perto de alguém que fuma). É necessário ainda evitar o contato com objetos e ambientes que tenham fungos e ácaro.

A orientação do médico é que as roupas de uso pessoal e de cama, incluindo cobertores, edredom e travesseiros, que estejam guardadas há muito tempo, sejam higienizadas antes de serem usadas. Ele destacou ainda que é preciso ter cuidado com os animais de estimação, evitando que eles entrem no quarto de dormir, porque os pets são alergênicos para quem é asmático.

“Depois de lavadas e passadas a ferro, enquanto não forem novamente usadas, essas roupas devem ser guardadas, de preferência, em sacos plásticos, para protegê-las do contato com esses agentes alergênicos. Casa em que convivem pessoas com asma tem que ter travesseiros, colchões, tapetes e cortinas constantemente higienizados, e os ambientes arejados para evitar poeira e mofo”, disse o médico.

Stelmach destacou ainda a importância de as pessoas com a doença tomarem a vacina contra a Influenza todos os anos, já que o imunizante é uma arma importante no controle e na prevenção de quadros graves da asma, porque a gripe é um gatilho para as crises.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Ciência e Saúde

Saúde

UTIs de MT voltam a lotar e 91% dos pacientes não tomaram todas as doses da vacina

Dos 101 pacientes que estão internados pela Covid-19, em UTIs de Mato Grosso, 92 não tomaram todas as doses da vacina

28 de Junho de 2022 as 09h00

Saúde

Brasil registra 51,6 mil casos de covid e 127 óbitos em 24 horas

País acumula 32,1 milhões de casos confirmados da doença

27 de Junho de 2022 as 22h15

Saúde

ANS suspende temporariamente comercialização de 70 planos de saúde

Proibição vale a partir desta quinta-feira

27 de Junho de 2022 as 21h45

Saúde

Com baixa cobertura, vacinação contra gripe segue em São Paulo

Capital paulista quer chegar a 90% do público imunizado

27 de Junho de 2022 as 21h30

Saúde

São Paulo vacina pessoas com mais de 40 anos contra covid-19

Secretaria de Saúde ampliou também vacinação contra influenza

27 de Junho de 2022 as 11h45

Saúde

Ministério quer ampliar atendimento psicossocial de crianças e jovens

Governo vai oferecer incentivo financeiro a estados e municípios

27 de Junho de 2022 as 11h30

Saúde

Covid-19: população ainda não tomou segunda dose de reforço

Faixa dos 40 anos começou a ser atendida na semana passada

27 de Junho de 2022 as 08h45

Saúde

Covid-19: Brasil tem 16,6 mil novos casos e 36 óbitos em 24 horas

País já aplicou 449,9 milhões de doses de vacinas contra covid-19

26 de Junho de 2022 as 18h30

Saúde

Dia Nacional do Diabetes: pacientes buscam qualidade de vida

Controle da doença exige alimentação saudável e acompanhamento médico

26 de Junho de 2022 as 12h45

Saúde

Covid-19: cerca de 2 milhões de pessoas no Rio não tomaram 1ª dose

Secretário de saúde reafirmou importância da vacinação

25 de Junho de 2022 as 19h00

Saúde

Covid-19: Brasil tem 38,7 mil novos casos e 140 óbitos em 24 horas

Já foram aplicadas 449,3 milhões de doses de vacinas no país

25 de Junho de 2022 as 18h45

Saúde

Ministro entrega unidade da primeira Maternidade Municipal de Aracaju

Unidade terá capacidade para realizar cerca de 500 partos por mês

25 de Junho de 2022 as 14h45

Saúde

Vacinação contra a gripe é ampliada a partir deste sábado no país

Campanha continua enquanto durarem os estoques da vacina

25 de Junho de 2022 as 08h00

Saúde

A cada hora, 3 brasileiros sofrem amputação de pernas ou pés

O diabetes é uma das principais causas da amputação de membro inferior

25 de Junho de 2022 as 07h15

Saúde

Governador dá início à obra do maior hospital do Médio Norte: “objetivo é ter uma saúde pública eficiente e de qualidade”

Hospital Regional de Tangará da Serra contará com 111 leitos de enfermaria e 40 leitos de UTI, sendo adulto, pediátrico, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal para atendimentos de média e alta complexidade de 10 municípios da região

24 de Junho de 2022 as 21h15

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO