Brasil

Setor segurador nacional cresce 1,3% em 2020, diz CNseg

 O desempenho do mês de dezembro, que mostrou avanço de 15,4% na arrecadação sobre igual mês de 2019, p...

Fonte:EBC Geral
23 de Fevereiro de 2021 as 15h 50min

© Divulgação/CNseg

 O desempenho do mês de dezembro, que mostrou avanço de 15,4% na arrecadação sobre igual mês de 2019, proporcionou ao setor segurador brasileiro encerrar o ano de 2020 com alta de 1,3%, em comparação ao ano anterior, acumulando receita de R$ 273,7 bilhões e dando destaque aos seguros patrimoniais. O resultado exclui os ramos de saúde e o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro DPVAT). Em relação a novembro de 2020, o crescimento observado em dezembro atingiu 34,8%. As informações foram divulgadas hoje (23), no Rio de Janeiro, pelo presidente da Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), Marcio Coriolano. O segmento responde pela geração de mais de 170 mil empregos diretos no país.

"Se comparar com outros setores da economia, o resultado foi bom. Demonstra uma continuidade de penetração maior de seguros", disse Coriolano à Agência Brasil. Explicou que dezembro é, tradicionalmente, um mês mais produtivo, de planejamento para o ano seguinte. "As próprias seguradoras estão fechando seus relatórios, seus balanço, e há uma natural hiperatividade nesse mês", completou.

Marcio Coriolano informou que os planos de previdência complementar do tipo PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre), tiveram expansão de 24,1%, em dezembro. Na análise anual, porém, mostraram queda de arrecadação de 1,4%. O setor segurador nacional em 2020 foi marcado por grande heterogeneidade.

Patrimônios

O presidente da CNseg informou que o ano de 2019 foi caracterizado por um crescimento mais forte de seguros de pessoas, com destaque para vida e PGBL e VGBL, por conta da reforma da Previdência e outros fatores, como estabilidade de preços. Já em 2020, ocorreu o inverso. O ano começou bem, com expansão de cerca de 12,5% para o setor, mas a pandemia do novo coronavírus, a partir de fevereiro, contribuiu para uma mudança de padrão, em termos da preferência da população. "Enquanto no ano de 2019 (prevaleceu) o seguro de vida, no ano de 2020 foram os seguros de patrimônios". Isso aconteceu por dois efeitos, afirmou Coriolano: a covid-19 deixou as pessoas isoladas dentro de casa e elas passaram a dar mais atenção para seu patrimônio. "Faz seguro quem não tem".

Esse movimento alavancou muito os seguros de propriedade particular, de construção, de comércio em geral. "Tudo que está relacionado a danos patrimoniais teve resultado favorável". Exemplos são os ramos de seguros marítimo e aeronáutico (alta de 44%); rural (29,5%); responsabilidade civil (22,8%); crédito e garantias (17,8%); e patrimonial (10,2%). No sentido contrário, apresentaram queda o seguro de garantia estendida (-6,3%); títulos de capitalização (-4,1%); automóveis (-2,1%); e planos de acumulação, já citados (-1,4%). O segmento mais dinâmico no ano passado, de acordo com o presidente da CNseg, foi o de danos e responsabilidades, que evoluiu 6%.

"Tudo que está relacionado a riscos patrimoniais teve desempenho favorável. Apesar da covid-19, o setor de transporte de carga para abastecer não parou", observou Coriolano. Por outro lado, a redução da atividade comercial, com menos pessoas comprando eletrodomésticos e bens de produção, e a grande volatilidade de ativos na economia e insegurança no lado político-institucional, acabaram impactando em seguros que têm também função financeira, como capitalização e seguros PGBL e VGBL, além do seguro de automóveis.

Provisões

As provisões técnicas, que garantem os riscos do sistema, atingiram o recorde histórico de R$ 1,202 trilhão, aumento de 7,5% sobre o exercício de 2019. Em sinistros, indenizações, benefícios, resgates e sorteios, o setor totalizou R$ 151 bilhões, sem saúde e seguro DPVAT. A alta registrada foi de 8,3% em relação ao ano anterior. "O volume de provisões cresceu mais do que o volume de negócios, por uma razão substancial. Porque acompanha o valor da importância do segurado e, também, a própria regulação do governo". Coriolano lembrou que o governo ajudou vários setores da economia durante a pandemia, mas não o setor segurador, para dar qualquer alívio econômico-financeiro. Por isso, o provisionamento se manteve conservador, o que é positivo, porque fica isento de quaisquer oscilações que possam ocorrer.

Como houve um crescimento maior dos seguros patrimoniais em 2020, de maior valor, eles carregam um provisionamento maior junto. Esses ativos retornam ao país sob a forma de lastro para financiamentos e pagamento da dívida pública. O presidente da CNseg avaliou que fatores como a recuperação industrial, o arrefecimento da pandemia, estabilização da renda e da inflação e aumento da capacidade de compra do consumidor brasileiro podem levar a uma recuperação dos planos de previdência, ou aposentadoria complementar, que já começaram a demonstrar fôlego nos últimos meses.

Com a vacinação contra a covid-19, ele não tem dúvida que "as coisas podem melhorar". "Já está acontecendo no resto do mundo", disse.

Expectativa

Como os dados de janeiro de 2021 ainda não foram fechados, Marcio Coriolano afirmou que "não dá para arriscar" um cenário para este ano. Mas argumentou que uma maior estabilidade econômica e a vacinação em massa da população podem ajudar a levar o setor para um resultado positivo.

CNseg

A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) reúne as empresas que compõem o setor, divididas em quatro Federações (FenSeg, FenaPrevi, FenaSaúde e FenaCap). A missão da CNseg é contribuir para o desenvolvimento do sistema de seguros privados, representar suas associadas e disseminar a cultura do seguro, concorrendo para o progresso do país.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Geral

Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Brasil

Acidente Aéreo

Cantora Marília Mendonça morre em queda de avião em MG

Aeronave caiu perto de área de cachoeira. Ainda não se sabe causas do acidente. Cantora viajou para fazer show em Caratinga.

05 de Novembro de 2021 as 17h17

Eva não resistiu

Eva Wilma morre aos 87 anos em SP

Atriz tratava um câncer de ovário e estava internada no Hospital Albert Einstein.

16 de Maio de 2021 as 10h00

Bruno Covas não resiste

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre aos 41 anos, vítima de câncer

Tucano enfrentava câncer no sistema digestivo e estava internado desde 2 de maio no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, quando se licenciou do cargo. Ele deixa um filho de 15 anos.

16 de Maio de 2021 as 09h50

Não Resistiu

Paulo Gustavo morre de Covid no Rio, aos 42 anos

Criador da personagem Dona Hermínia, de ‘Minha mãe é uma peça’, o ator e humorista estava internado desde 13 de março.

04 de Maio de 2021 as 21h14

Brasil

Ex-vereadora é detida em operação da Polícia Civil, no Rio de Janeiro

A ex-vereadora Carminha Jerominho foi um dos alvos hoje (25) da Operação Cegueira Deliberada, desencadeada ...

25 de Fevereiro de 2021 as 15h20

Brasil

IBGE atualiza lista de subdivisões municipais do Brasil

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (26) a nova lista de subdivisões mun...

25 de Fevereiro de 2021 as 11h50

Brasil

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 50 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do sorteio da Mega-Sena, realizado nesta quarta-feira (24), no Espa...

24 de Fevereiro de 2021 as 21h50

Brasil

Réus julgados por chacina de Osasco serão interrogados amanhã

O julgamento da chacina de Osasco e de Barueri entrou no terceiro dia com o encerramento da fase dos depoimen...

24 de Fevereiro de 2021 as 21h20

Brasil

Confira dez curiosidades sobre a Constituição Republicana de 1891

Capa da Constituição de 1891. Arquivo Nacional Nos 130 anos da Constituição de 1891, a Agência Brasil o...

24 de Fevereiro de 2021 as 12h50

Brasil

Estado laico, voto e federalismo: saiba mais da Constituição de 1891

A ideia era romper com o passado. E transformar tudo em novidade. Aquele país de 14,9 milhões de habitantes...

24 de Fevereiro de 2021 as 12h50

Brasil

PF e CGU combatem irregularidades em fundo de saúde no Tocantins

Desvios de recursos do Fundo de Saúde de Araguaína (TO) são o alvo da Operação Sempiternus e da Controla...

24 de Fevereiro de 2021 as 10h50

Brasil

Meio Ambiente lança editais para estudos de concessão de parques

O Ministério do Meio Ambiente publicou, na segunda-feira (22), editais públicos para iniciar estudos de con...

23 de Fevereiro de 2021 as 22h50

Brasil

Vale retira nível de emergência de barragem em Minas Gerais

A mineradora Vale anunciou nesta terça-feira (23) a retirada do nível de emergência da Barragem Itabiruçu...

23 de Fevereiro de 2021 as 19h50

Brasil

Justiça pede esclarecimentos sobre apps de desconto em combustível

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), vinculada ao Ministério da Justiça, notificou as principais ...

23 de Fevereiro de 2021 as 19h20

Brasil

MCom apresenta protótipo de internet móvel via satélite para veículos

O Ministério das Comunicações (MCom) apresentou hoje (23) uma tecnologia para a conexão wi-fi de internet...

23 de Fevereiro de 2021 as 16h20

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO