Eleição Suplementar

Pivetta aposta em apoio de Mauro Mendes na disputa pelo Senado

A eleição já possui uma lista de pré-candidatos com pelo menos 20 postulantes

Fonte: Marisa Batalha - O Bom da Notícia
22 de Janeiro de 2020 as 15h 46min

Se na volta do recesso forense, nesta quarta-feira (22), a prioridade dos integrantes do Tribunal Regional Eleitoral for, de fato, uma decisão sobre a fixação de uma data para a eleição suplementar ao Senado federal, após a cassação da senadora Selma Arruda, o novo pleito pode ocorrer já em abril.

Ainda que o TRE-MT possa escolher entre as datas autorizadas pelo TSE - por meio da Portaria nº 821/2019 -, que define que a realização de eleições suplementares, em 2020, podem ser realizadas nas seguintes datas: 2 de fevereiro, 8 de março, 26 de abril, 10 de maio, 21 de junho, 22 de novembro e 6 de dezembro. Mas tida como a ideal o dia 26 de abril.

A senadora do Podemos foi cassada em dezembro, do ano passado, pelo Tribunal Superior Eleitoral, por caixa 2, abuso do poder econômico e arrecadação ilícita de recursos nas eleições de 2018. Validando decisão unânime da Justiça Eleitoral de Mato Grosso, em abril de 2019.

A eleição já possui uma lista de pré-candidatos com pelo menos 20 postulantes. Lista, contudo, que não para de crescer, com uma tendência enorme que eleve muito mais o número de políticos que arrisquem nesta disputa.

Só no grupo que compõem a base do governo Mauro Mendes (DEM), pelo menos seis partidos estão na briga pela vaga aberta no Senado. Diante da quantidade de pré-candidatos, Mendes que já havia se posicionado no final do ano passado, em conversa com jornalista, que poderia dar apoio ao terceiro colocado nas eleições de 2018, o ex-vice-governador Carlos Fávaro, recentemente, recuou do posicionamento e já defende a tese de ficar fora destas articulações.

Porém, nesta segunda-feira (20), em entrevista ao A Notícia de Frente, da TV Vila Real, o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT), garantiu que receberá o apoio político do governador para o seu projeto de eleição suplementar ao Senado.

Na entrevista, o pedetista ressaltou que torceu pela continuidade de Selma Arruda (Podemos) no Senado, porém, mas com sua cassação, manifestou seu interesse nesta disputa. Destacando que dentre as bandeiras que defende ao Senado, uma delas não abre mão, que é o combate à corrupção, em claro aceno à principal bandeira defendida no Congresso pela senadora e, claro, ao seu eleitorado.

"O Mauro é uma pessoa de coerência, o fato dele ter falado isso naquele momento não quer dizer que ele não mude de opinião. Eu também me curvo quando dou uma declaração e me convencem do contrário. Eu posso mudar de ideia. Eu entendo perfeitamente e, claro, não vou botar pressão", disse.

Frisando, contudo, que acredita que mais perto do processo eleitoral, o governador terá oportunidade de decidir sobre quem vai apoiar para ocupar à vaga deixada por Selma. 

Ainda de acordo com o vice-governador pedetista, com 40 anos de Mato Grosso, e aos 60 anos, acredita que sua experiência política e administrativa o qualifica para esta disputa. Mais do que isto, neste momento, sua atuação poderia ajudar profundamente o estado.

"[...]Eu pensei muito. Já tenho 40 anos de Mato Grosso do meu 60 anos, assim, 20 de gaúcho e 40 de mato-grossense. Ainda levando em consideração que já tive 12 anos de mandato Executivo, como prefeito de Lucas do Rio Verde. Também passei pelo Legislativo estadual,como deputado estadual. E vejo que hoje posso servir melhor Mato Grosso, no Senado Federal. A minha experiência política, associada ao conhecimento que tenho da iniciativa privada. Sobretudo, com conhecimento do setor público, municipal e estadual, poderemos avançar na luta de importantes reformas que o Brasil precisa. Então eu estou determinado a ser candidato ao Senado para ser um parlamentar reformista. [...] É por lá que nós vamos conseguir fazer as grandes mudanças, por isso decidi que na altura da minha vida, não tem nenhum lugar melhor onde eu possa servir melhor o meu Estado".

Pivetta diz ainda que pautou sua decisão de 'peitar esta disputa', pois acredita que está na hora de mudar a maneira como o brasileiro enxerga o Congresso. E que é preciso dar qualidade à representação política no Senado Federal, propondo reformas necessárias, como a reforma política, depois a tributária, além do pacto federativo e a prisão em segunda instância. Mas, sobretudo, colocar um ponto final em cenas comuns no país, que apontam para uma realidade cruel, onde a grande maioria dos presos brasileiros, por exemplo, são pretos e pobres. Lembrando que só agora que começaram, inclusive, as prisões dos poderosos. "Assim, tenho dito a amigos e possíveis apoiadores, que quero ser senador na condição de me tornar um instrumento da sociedade mato-grossense, para acelerar as reformas que o Brasil precisa".

Últimos nomes que apareceram
Na semana passada, um dos últimos postulantes a entrarem nesta briga foi o eterno presidente do diretório estadual do MDB, Carlos Bezerra, que veio a público para revelar que a sigla vai entrar na disputa. Gisela Simona (Pros) também se posicionou favoravelmente.

Bezerra foi o único deputado federal do Estado que conseguiu se reeleger em 2018 para o seu 10º mandato eletivo. Bezerra já foi prefeito de Rondonópolis (MT), governador, deputado estadual e federal e senador. Já Gisele, caso eleita, será a primeira mulher negra de Mato Grosso a assumir o Senado. E deve enfrentar grandes nomes da disputa. Nas eleições de 2018, a suplente concorreu a uma das oito vagas de Mato Grosso na Câmara Federal e obteve 50.682 votos, sendo a candidata mais votada em Cuiabá. Ela não conseguiu a vaga por uma diferença de 333 votos em relação a Rosa Neide (PT). 

Outros candidatos
Nomes como dos vereadores por Cuiabá Abílio Júnior (PSC), Mário Nadaf (PV) e Juca do Guaraná (Avante), do ex-prefeito de Rondonópolis e ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB), do ex-vice governador Carlos Fávaro (PSD), dos ex-deputados federais Carlos Abicalil (PT) e Victório Galli (Patriotas), do ex-senador Cidinho Santos (PL), do ex-governador e ex-deputado federal, Júlio Campos (DEM), estão entre os aventados para a disputa.

E as especulações não param por ai. Tem ainda os deputados federais Dr. Leonardo (Solidariedade), José Medeiros (Podemos) e Nelson Barbudo (PSL) e dos deputados estaduais: Elizeu Nascimento (DC), Lúdio Cabral (PT), Max Russi (PSB) e Silvio Fávero (PSL). Ainda o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) e os candidatos derrotados ao Senado em 2018, Sebastião Carlos (Rede) e Waldir Caldas (Novo).


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Política

Agenda Presidencial

Silvio Fávero e Nelson Barbudo articula com vice-presidente avanços para o desenvolvimento sustentável e implantaçâo do Colégio Militar

Deputado estadual Silvio Fávero e o Deputado Federal Nelson Barbudo reuniram com o Vice-Presidente General Hamilton Mourão, nesta quarta-feira(20), em Brasília.

21 de Janeiro de 2021 as 18h18

Lucas do Rio Verde

Silvio Fávero viabiliza recursos para ônibus escolar e finalização das obras da E.E. Tarsila do Amaral

Assinatura de convênios para a Educação foi realizada na manhã desta terça-feira (19), no Palácio Paiaguás.

19 de Janeiro de 2021 as 17h13

Vacinação Covid-19

Silvio Fávero apresenta Projeto contra obrigatoriedade de vacinação em MT

A iniciativa do parlamentar visa assegurar o direito dos cidadãos mato-grossenses decidirem ou não pela sua vacinação contra a COVID-19.

15 de Janeiro de 2021 as 18h44

ENEM

Deputado de MT entra com ação na Justiça Federal para adiar Enem por causa da Covid-19 no estado

Deputado e médico sanitarista alerta que 98 mil estudantes de MT farão a prova aglomerados em salas fechadas, com risco de agravar a pandemia.

15 de Janeiro de 2021 as 15h18

Alvará em Lucas

Vereadores aprovam Projeto de Lei que autoriza desconto de 10% para renovação de alvará

A discussão já havia ocorrido antecipadamente junto ao Executivo e a sugestão acatada foi de desconto nas renovações de alvarás neste início de ano com pagamento feito até o dia 15

15 de Janeiro de 2021 as 10h49

Assessoria

Autor de Lei, Silvio Fávero elenca benefícios do ensino militar para estudantes e sociedade

Autor da Lei estadual, Lei nº 11.273/20, que regulamentou as normas e possibilitou a expansão do ensino militar no Estado de Mato Grosso, o deputado estadual Silvio Fávero elenca os principais benefícios desta metodologia para os estudantes, comunidad

14 de Janeiro de 2021 as 17h34

Conexão Solidária

Nova Lei de Silvio Fávero cria campanha de doação de aparelhos eletrônicos a estudantes da rede pública de ensino

Sancionada Lei nº 11.289/21, de autoria de deputado estadual Silvio Fávero, que incentiva a doação de aparelhos tecnológicos a estudantes em situação de vulnerabilidade social.

14 de Janeiro de 2021 as 14h13

A Favor da Advocacia

Sancionada Lei de Silvio Fávero que altera contagem de prazo no processo administrativo tributário

Sancionada Lei nº 11.286/21, que se soma com outras iniciativas de Silvio a favor da categoria, que o projetou profissionalmente.

14 de Janeiro de 2021 as 14h11

Acordo

Deputado faz acordo com MP após fazer festa para comemorar eleição de vereador em Cuiabá e vizinhos reclamarem do barulho

Conforme a notícia que chegou ao MP, as festas na casa de Faissal são recorrentes e causam grande perturbação à vizinhança.

06 de Janeiro de 2021 as 20h31

Atuante

Silvio Fávero conquista mais uma ambulância para a região Médio Norte

Com forte articulação, deputado Silvio viabiliza R$160 mil reais para aquisição de uma ambulância, desta vez beneficiando os cidadãos do município de Ipiranga do Norte.

05 de Janeiro de 2021 as 14h13

Bastidores

Deputado mantém empenho pela volta da UTI neurológica em Lucas do Rio Verde

Sílvio Fávero cobrou do governo Mauro Mendes, a volta da antiga UTI Neurológica que funcionava no Hospital São Lucas

05 de Janeiro de 2021 as 14h06

Eleições

Sem adversários, irmãos são eleitos prefeito e vice de município de MT

Os dois fazem parte da Coligação Juntos Podemos Mais (PODEMOS/PP) e foram os únicos na disputa pela prefeitura do município.

05 de Janeiro de 2021 as 08h43

Legislativo 21/22

Daltro Figur é eleito Presidente da Câmara de Vereadores pelos próximos dois anos

Daltro ainda disse que o legislativo e executivo atuarão de forma muito próxima

02 de Janeiro de 2021 as 09h46

VLT

Prefeito de Cuiabá toma posse e diz que vai acionar Justiça para que governo de MT não troque VLT por BRT

Durante cerimônia de posse, Emanuel Pinheiro (MDB) voltou a criticar decisão 'unilateral' do governo do estado, anunciada em dezembro, para trocar o modal de transporte.

02 de Janeiro de 2021 as 08h10

Posse

Presidente da Câmara de Acorizal assume prefeitura com escolta da PM; veja lista de eleitos

O prefeito eleito Meraldo Sá (PSD) não foi empossado no cargo porque teve o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral.

02 de Janeiro de 2021 as 08h03

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

Você pretende tomar a vacina contra o Coronavírus?

Sim

Não

Ainda não sei

Parcial
veja +

COTAÇÃO