Política

Comissão de Assuntos Econômicos adia análise do projeto de privatização dos Correios

Relator do projeto de lei que autoriza a exploração pela iniciativa privada de todos os serviços postais, o senador Marcio Bittar (PSL-AC) apresent...

Fonte:Agência Senado
26 de Outubro de 2021 as 11h 30min

Marcio Bittar apresentou relatório favorável nesta terça, mas votação ficou para o dia 9 - Roque de Sá/Agência Senado

Relator do projeto de lei que autoriza a exploração pela iniciativa privada de todos os serviços postais, o senador Marcio Bittar (PSL-AC) apresentou nesta terça-feira (26) na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) seu parecer favorável ao PL 591/2021. Com pedido de vistas coletivas, os senadores acordaram analisar no dia 9 de novembro a matéria, que estava na pauta desta terça.

O parecer não modifica qualquer item do substitutivo elaborado na Câmara pelo deputado federal Gil Cutrim (Republicanos-MA). O relator rejeitou as cinco emendas apresentadas pelo senador Angelo Coronel (PSD-BA).

— O PL aperfeiçoa o precário aparato de regulação e fiscalização da atividade postal, definindo instrumentos e responsabilidades para que se garanta uma oferta adequada e universal dos serviços postais essenciais, e impõe, por meio de uma concessão, a contratualização na relação entre a empresa e o poder público — afirmou o relator.

Atualmente a iniciativa privada participa da exploração dos serviços postais por meio de franquias, mas os preços seguem tabelas da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), que detém o monopólio de serviços como carta e telegrama. Entretanto, já existe concorrência privada para a entrega de encomendas, por exemplo.

O senador Paulo Rocha (PT-PA) pediu vistas coletivas e sugeriu a realização de uma terceira audiência pública.

— Não entendo a pressa na análise da matéria. Os Correios são patrimônio público e cultural do Brasil, uma empresa de mais de 300 anos. Privatizar não vai resolver os problemas do governo — expôs o senador.

Paulo Rocha disse ainda que é preciso aprofundar o debate para verificar qual o melhor modelo de uma empresa para a prestação universal dos serviços postais. 

— Aqui é um debate de interesse nacional, de uma população carente de serviços públicos. Uma empresa privada não vai resolver os problemas do público lá nos rincões.

Líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) ratificou as vistas coletivas, ao considerar importante que todos analisem o relatório apresentado. O senador, contudo, considerou desnecessária a realização de mais uma audiência pública, após duas já terem sido promovidas.

Bezerra exemplificou como sucesso nas privatizações o setor de telecomunicações.

— O Brasil ganhou muito com essa privatização. Hoje é um dos países mais avançados nesse setor de telecomunicações. Esse PL 591 inaugura o marco legal do serviço postal e perpetua os Correios, que serão a nossa principal empresa no setor de serviço postal no país.

CCJ

Os senadores Jean Paul Prates (PT-RN) e Paulo Paim (PT-RS) questionaram a resistência de levar a matéria à análise da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e pontuaram aumento na precificação dos serviços postais com a privatização dos Correios.

Ambos os parlamentares argumentaram que as duas audiências públicas realizadas foram praticamente esvaziadas por coincidirem com agenda da CPI da Pandemia.

— Esse relatório, considero incompleto. Não fala da importância operacional, manutenção e garantias da universalização. Ninguém quer discutir o assunto. Essa pauta vem praticamente na sombra — disse Jean Paul.

Paim enfatizou que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) uma ação declaratória de inconstitucionalidade do projeto que sustenta a privatização dos Correios. Segundo o senador, o próprio Procurador-Geral da República, Augusto Aras, defendeu em seu parecer a inconstitucionalidade dessa privatização.

Paim apresentou requerimento para uma sessão de debates ouvindo pessoas favoráveis e contrárias ao projeto.  

— Em um tema tão complexo como esse, não aceitar debate entre as partes é um equívoco.

Região Amazônica

Diante da possível privatização, o senador Zequinha Marinho (PSC-PA) questionou o relator sobre a manutenção dos serviços postais na Região Amazônica, onde “as agências não têm saldo positivo”.

— Quais as condições que a empresa privada tem de obedecer para continuar cobrindo uma região de tão difícil acesso? Precisamos saber, para que amanhã não tenhamos um problema maior do que se tem hoje.

O relator Bittar assegurou que o projeto propõe a privatização de todo o serviço.

 — Vamos fazer um leilão e a empresa vencedora será proibida de fechar as agências existentes, mesmo as inoperantes.

Postalis

O senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) mostrou preocupação com a continuidade do fundo de pensão Postalis, que atende aposentados e pensionistas dos Correios.

— Sabemos que o Postalis era um plano de previdência muito generoso para os funcionários. Os Correios serviam muito bem aos 100 mil que estavam lá. Se isso passa à empresa privada, vão ter que tirar o dinheiro para pagar o Postalis de algum lugar e terão de aumentar o preço dos serviços.

Segundo o relator, a empresa vencedora do leilão também terá de herdar o Postalis.

— Provavelmente vai estar na precificação do leilão e a empresa deverá pagar uma outorga menor.

Para o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), o Postalis é símbolo de como se trata mal os aposentados e pensionistas dos Correios.

 — Certamente, com a possibilidade de privatização dos Correios, a pauta do Postalis será tratada com mais transparência. A capitalização de uma empresa como os Correios trará investimentos em tecnologia, inovação, contratação e pagamento de melhores salários.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Política

Política

Projeto inclui terapia baseada na capoeira no rol de práticas integrativas do SUS

Michel Jesus/Câmara dos Deputado Nereu Crispim: a modalidade ressocializa, fortalece músculos e reduz a depressão O Projeto de Lei 2646/21 inclui...

18 de Janeiro de 2022 as 14h45

Política

Projeto inclui terapia baseada na capoeira no rol de práticas interativas do SUS

Michel Jesus/Câmara dos Deputado Nereu Crispim: a modalidade ressocializa, fortalece músculos e reduz a depressão O Projeto de Lei 2646/21 inclui...

18 de Janeiro de 2022 as 14h30

Política

Humberto Costa pede que MP apure dispensa de licitação no transporte de vacina infantil

O senador Humberto Costa (PT-PE) protocolou ofícios no Ministério Público Federal e na Procuradoria-Geral do Ministério Público junto ao Tribunal d...

18 de Janeiro de 2022 as 14h15

Política

Projeto obriga governo federal a custear alimentação de moradores de rua na pandemia

Cleia Viana/Câmara dos Deputados Francisco Jr.: durante a pandemia 19 milhões de brasileiros passaram fome O Projeto de Lei 2511/21 estabelece aç...

18 de Janeiro de 2022 as 14h00

Sorriso

Vereadores prestigiam posse de novos gestores escolares e entrega de veículos à Educação

Na ocasião, foi assinada ordem de serviço para a construção de uma escola municipal no Rota do Sol

18 de Janeiro de 2022 as 12h15

Política

Projeto fixa prazo para atos processuais necessários ao cumprimento de tutela provisória

Marina Ramos/Câmara dos Deputados Marcelo Freixo: prazo colabora para efetividade da decisão judicial O Projeto de Lei 2581/21, do deputado Marce...

18 de Janeiro de 2022 as 11h15

Política

Projeto muda alocação de subvenção rural para evitar contingenciamentos

Gustavo Sales/Câmara dos Deputados Rigon pretende resguardar recursos destinados à subvenção do prêmio do seguro rural O Projeto de Lei 2700/21 t...

18 de Janeiro de 2022 as 10h45

Política

Proposta torna crime hediondo o ato de orientar pessoa inimputável a cometer delito penal

Cleia Viana/Câmara dos Deputados Valdenir Pereira chamou de "covarde" quem induz incapaz ao cometimento de crime O Projeto de Lei 2591/21 classif...

18 de Janeiro de 2022 as 10h00

Política

Paulo Rocha está com covid-19

O senador Paulo Rocha (PT-PA) anunciou na noite de segunda-feira (17), pelas redes sociais, que foi diagnosticado com covid-19. Ele está no Pará e ...

18 de Janeiro de 2022 as 09h15

Política

Projeto sugere a incineração do lixo como alternativa aos aterros sanitários

Está em análise no Senado o projeto de lei (4.603/2021) que sugere a incineração do lixo como alternativa aos aterros sanitários para incentivar a ...

18 de Janeiro de 2022 as 09h15

Política

Projeto limita diferença de taxas cobradas pela CVM de agentes autônomos e grandes bancos

Reila Maria/Câmara dos Deputados Orleans e Bragança: proposta busca equiparação no exercício profissional O Projeto de Lei 2631/21, do deputado L...

18 de Janeiro de 2022 as 08h30

Política

Lira anuncia volta dos trabalhos da Câmara ao sistema remoto

Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados Lira: "Medida necessária até vencermos esta nova onda" O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), anunciou po...

17 de Janeiro de 2022 as 18h00

Política

Comissão aprova proposta que altera prazos para inquérito policial militar

Paulo Sergio/Câmara dos Deputados Subtenente Gonzaga: processo eletrônico ainda não é uma realidade em todo o País A Comissão de Relações Exterio...

17 de Janeiro de 2022 as 18h00

Política

Projeto para conter alta dos combustíveis deve entrar na pauta do Plenário

O Senado deve discutir a partir de fevereiro uma solução para conter a disparada nos preços dos combustíveis. O presidente do Senado, Rodrigo Pache...

17 de Janeiro de 2022 as 17h30

Política

Contarato quer sustar decreto que autoriza impactos irreversíveis em cavernas

O senador Fabiano Contarato (PT-ES) anunciou, pelas redes sociais, a apresentação de um projeto de decreto legislativo (PDL) para sustar norma rece...

17 de Janeiro de 2022 as 16h30

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO