“Strip” do Villa Mix rompe silêncio e acusa camarim de Gustavo Lima

Priscila Lopes, 25, afirmou que só tirou a roupa durante show sertanejo porque estava drogada; ela acredita que tenham colocado droga em sua bebida

26/03/2014 - 08:54:00

   

O caso de Priscila Lopes tem sido omais comentado desde o último fim de semana em Mato Grosso. Para uns é baixaria, para outros foi brincadeira de mau gosto e para a estudante de enfermagem de 25 anos, natural de Primavera do Leste, é algo constrangedor que começou com muita bebida durante a noite.

A musa do Villa Mix, como ficou conhecida Priscila, é moradora de Cuiabá e contou com exclusividade aoHiperNotícias o que aconteceu naquela madrugada de 23 de março após o evento sertanejo realizado no Sesi Papa, em Cuiabá, e de cara manda recado para os 'críticos': "Quem nunca errou que atire a primeira pedra".

“Eu estava no camarote prime, lembro que bebi muito e, no fim, fui convidada para ir ao camarim do cantor Gustavo Lima. Acredito que lá colocaram alguma coisa na minha bebida porque eu já sai meio tonta. Eu sou acostumada a beber e não seria apenas algumas doses de uísque que iriam me deixar em estado ultrapassado. Lembro que estavam gritando tira, tira e eu fiz o que todo mundo já viu. Fiquei pelada”, lembra a estudante.

A situação foi filmada por várias pessoas e Priscila conta que só se recuperou após perceber o tumulto que se formava. Inclusive um dos seguranças do cantor ajudou a jovem a se vestir, colocou-a em um táxi que a deixou na porta de casa.

“Ninguém abusou de mim, não. Eu apenas me assustei quando vi as câmeras. Eu afirmo e acredite quem quiser, eu estava fora de mim e tenho certeza que alguém colocou alguma droga em minha bebida”, ressalta.

Quanto às afirmações de que ela teria se suicidado, sido espancada pelo pai ou teria sido mandada para fora de casa, Priscila afirma que é tudo boato. “De verdade, eu chorei, pensei em muitas coisas, mas morrer ainda não. Estou muito nova. Dos meus pais eu não apanhei porque nem aqui eles moram”, afirmou Priscila, que não sabe nem o que justificar aos pais quando conseguir conversar com eles.

“Eu ainda nem pensei no que dizer. Eu sei que errei e isso eu afirmo quantas vezes for preciso. Se minha família me condenar por isso eu apenas vou seguir minha vida. E pode ter certeza que isso é apenas momento”, pontuou.

Ainda constrangida, Priscila Lopes diz que não esperava passar pelo ocorrido e se tivesse a condição de escolher voltar no tempo, não teria ido ao show.

“Eu queria que isso fosse um sonho e num passe de mágica eu acordasse. Se pudesse escolher voltar no tempo, eu não iria nesse show. Isso me causou muita coisa que está sendo difícil de enfrentar. Hoje na rua o povo me olha diferente. Não sei se me condena ou olha por olhar, porque ser comparada com o que me comparam é muito constrangedor”, disse a estudante.

Dentre tantas as críticas que ouviu após a exposição, a que mais parece incomodar a estudante é sobre a afirmação de que ela não é adepta da depilação. Isso porque a jovem fez questão de esclarecer que “tenho uma única tatuagem que é na minha virilha. A minha borboleta é escura e eu me depilo sim. Quem está me criticando por isso precisa prestar mais atenção, principalmente pra me criticar”, respondeu com um largo sorriso no rosto.

Já sobre possíveis propostas para posar nua para uma revista masculina e morar fora de Mato Grosso, Priscila ainda evita falar. “Recebo ligações de todo canto do país, mas estou preferindo filtrar. Não recebo todos os telefonemas, me colocaram em um monte de grupo do Whatsapp e não param de me mandar à cena que me fez ficar assim, conhecida por todos”, contou.

Por fim, a estudante manda um recado para as jovens que assim como ela, podem ser protagonista de histórias iguais a dela.

“Eu oriento as meninas que gostam de shows, eventos, festinhas com amigos, que evitem beber de mais e que fiquem de olho em quem te serve e o que te serve. Eu cai numa brincadeira de mau gosto e por sorte não fui abusada. Me arrependo de ter caído na boca do povo assim, sei que errei, mas novamente eu digo: que atire a primeira pedra quem nunca errou nesse mundo”, concluiu.

De agora em diante, Prisicila afirmou que pretende não mais sair de casa sozinha e se dedicar mais aos estudos e sua profissão. Um dos passos para a nova vida é manter as verdadeiras amizades em uma nova rede social e seguir. “Sou nova, sei que quem me critica hoje ainda vai me aplaudir no futuro”, finalizou a estudante Priscila Lopes.

MT Agora - HiperNotícias

Mais Noticias

Greve

Juiz determina prisão de agentes prisionais em greve

Homenagem

Policial recebe título de cidadão honorário em Lucas do Rio Verde

Crime

Homem é preso com arma e defensivos em Lucas

Agressão

Mulheres ofendem Policiais e acabam detidas em Lucas

21/11/2016 -

Preso de MT custa R$ 2,6 mil por mês

Os presos daqui trabalham pouco e que se tivessem salário parte dele iria para uma conta de familiares e outra parte para a manutenção da unidade onde cumpre pena.

19/11/2016 -

Tripulantes do Ciopaer recebem capacitação em abordagens policiais

Os tripulantes aprimoraram os conhecimentos sobre as técnicas de abordagem veicular e pessoal.

19/11/2016 -

Ladrões são presos após tentativa de assalto em agência dos Correios em Sinop

Dois suspeitos aguardavam, do lado de fora, a abertura da agência

19/11/2016 -

Do sonho à realidade, projeto já atendeu mais de 2 mil crianças e adolescentes

Atualmente 320 alunos participam do projeto

14/11/2016 -

Homem procurado por estupro de criança em Lucas do Rio Verde é preso no Maranhão

O estuprador foi pego em flagrante pela mãe da menina de 5 anos. Os estupros aconteciam na residência do casal, no bairro Jardim das Palmeiras.

14/11/2016 -

Motorista embriagado é preso após bater em carreta e passageiro morrer

Acidente ocorreu na noite de domingo (13) na BR-364 em MT. Motorista fugiu após o acidente e foi encontrado pela PRF a 5 km do local.

14/11/2016 -

Briga por jogo teria sido motivo de homicídio em Lucas

O motivo, aparentemente, seria um desacordo entre pessoas que jogavam no estabelecimento

11/11/2016 -

Polícia irá apurar morte de advogada em MT; procurador deve ser ouvido

Ariadne Wojcik, de 25 anos, foi encontrada morta após denunciar assédio. Delegado irá falar também com familiares e amigos da jovem.

11/11/2016 -

Corpo de advogada que denunciou assédio na web é encontrado em MT

Ariadne Wojcik, de 25 anos, fez post denunciando assédio no trabalho. Corpo da jovem foi encontrado em ponto turístico de Chapada dos Guimarães.

09/11/2016 -

Advogada desaparece após fazer post denunciando assédio no trabalho

Ariadne Wojcik sumiu depois postar mensagem em rede social nesta 4ª. No post, advogada de MT denuncia assédio de professor em estágio.

10/11/2016 -

Homem sobrevive a tiro de espingarda no rosto em MT

O homem foi encaminhado ao Hospital Regional com fraturas na face, mas consciente.

10/11/2016 -

Homem que usou criança para furtar comércio é preso em MT

O furto ocorreu no dia 10 de outubro, em uma loja na cidade de São Felix do Araguaia, quando uma criança de 8 anos, a mando do suspeito, entrou no estabelecimento após o horário de funcionamento, e conseguiu subtrair do caixa da empresa cerca de R$ 500 em

10/11/2016 -

Celulares salvam mulher de levar tiro em Guarantã do Norte

Após toda ação o suspeito foragiu do local e ainda não foi localizado pela Polícia.

10/11/2016 -

PRF e PF apreendem 459 kg de substância entorpecente em Nova Mutum

Além da droga, foi encontrado armas e diversas munições. A abordagem policial aconteceu na madrugada desta quinta-feira (10).

10/11/2016 -

Polícia diz que servidores recebiam propina para fraudar vistorias

Dois grupos distintos foram desarticulados em Várzea Grande e Nossa Senhora do Livramento.