Estado

Quadro insuficiente prejudica atuação do Ibama, diz auditor do TCU

Rafael Torres falou hoje na Comissão de Meio Ambiente do Senado.

Fonte:EBC
15 de Outubro de 2021 as 13h 15min

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

A redução do quadro de servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a divulgação de mensagens inadequadas por autoridades foram apontados como fatores prejudiciais para o combate ao desmatamento na Amazônia Legal brasileira. A afirmação foi feita pelo auditor Federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União (TCU) Rafael Torres hoje (15) na Comissão de Meio Ambiente (CMA) do Senado.

Coordenador da auditoria feita pelo TCU na região – que abrange a totalidade dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, de Rondônia, Roraima, Mato Grosso, do Tocantins e parte do Maranhão –, Torres apontou também como problema para a atuação dos agentes ambientais federais a ausência de definição das competências dos principais atores envolvidos na formulação e coordenação da política de prevenção e combate ao desmatamento ilegal.

“A gente identificou diversas mensagens proferidas em discursos por altas autoridades do governo federal desqualificando a atuação das entidades que participam do processo de combate ao desmatamento. [Essas mensagens] Têm deslegitimado o trabalho de fiscalização realizado pelo Ibama e reduzido seu poder dissuasório no controle do desmatamento”, disse o representante do TCU na audiência.

Segundo ele, essas mensagens têm prejudicado o desempenho do Ibama, além de “incentivar a prática de atos que geram aumento do desmatamento ilegal da Amazônia Legal”, uma vez que há “evidências de influência dessas lideranças no comportamento das pessoas em geral e na atuação de subordinados e de organizações a eles vinculados”.

Lembrando que o Ibama exerce poder de polícia ambiental, o auditor do TCU destacou que informações fornecidas pelo próprio instituto apontam o “aumento da violência contra os fiscais do órgão nos últimos anos”.

Outro ponto abordado no relatório produzido por Torres está ligado à “inadequação do emprego do expediente da Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para o combate ao desmatamento”. Segundo ele, alguns desses problemas são, inclusive, de ordem jurídica.

“Nos últimos anos, o governo federal se valeu de operações de GLO para combater o desmatamento. Inicialmente, queimadas e, depois, desmatamento. O relatório, no entanto, aponta alguns problemas ligados à utilização desse mecanismo. Falta expertise aos militares, já que não é atribuição regular dos militares combater o desmatamento”, detalhou.

De acordo com o representante do TCU, as Forças Armadas podem e devem, em muitos casos, participar, dando apoio logístico e na questão de segurança das operações. No entanto, segundo ele, “evidenciamos diversos problemas de coordenação que mostram que possivelmente esse mecanismo não é o mais adequado para tratar do tema”.

Outro problema apontado pelo relatório do tribunal foi a redução do número de servidores do Ibama desempenhando atividades de fiscalização. “Isso é um problema geral do Ibama, não restrito à área de fiscalização”, disse.

Diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Samuel Vieira de Souza disse que a força de trabalho do órgão conta atualmente com 668 agentes ambientais. “Destes, apenas 281 estão aptos para realizar as fiscalizações; e 387 inaptos para trabalho de campo, por questão de idade, comorbidade ou doença”, disse.

Vieira acrescentou que a faixa etária média desses agentes ambientais federais é de 51 anos., “Ou seja, é uma força de trabalho que já tem certa idade, [avançada] para realizar trabalho duro, principalmente, para ações no interior da Amazônia, onde há poucas condições de traficabilidade, tanto via aérea como terrestre”.

“Quem acompanha de perto as ações de fiscalização sabe da dificuldade que temos às vezes para trafegar pequenas distâncias”, acrescentou. O diretor informou que o Ibama já obteve autorização para realizar um concurso para a seleção de 568 novos servidores, mas que nem todos trabalharão na área ambiental.

A expectativa do gestor é a de preparar, deste total, entre 400 e 450 novos agentes ambientais, de forma a capacitá-los para o trabalho em campo. “Costumo dizer que a cama é king size e o cobertor é de solteiro infantil, porque o país é imenso e são cinco biomas para atuarmos”, disse.

Com relação ao uso da GLO nas ações de combate ao desmatamento na Amazônia Legal, o diretor disse que “não se faz operação na Amazônia, sem logística”, e que, para isso, em muitos casos é necessário recorrer às Forças Armadas.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Estado

Estado

Governo faz chamamento público para fomento da bacia leiteira em Mato Grosso

Empresas, associações e cooperativas poderão se inscrever; sessão ocorre no dia 21 de fevereiro

20 de Janeiro de 2022 as 09h45

Estado

Empaer apresenta biodigestores a agricultores como opção de redução de custos e sustentabilidade

Dois modelos foram implantados recentemente, sendo um em Várzea Grande e outro na cidade de Poxoréu

20 de Janeiro de 2022 as 09h30

Estado

Carreata substitui procissão na homenagem a padroeiro do Rio

Dia de São Sebastião é comemorado nesta quinta-feira

20 de Janeiro de 2022 as 05h15

Estado

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 22 milhões

Próximo sorteio será no sábado

19 de Janeiro de 2022 as 21h30

Estado

Depois de dois dias de recordes de temperatura, calor no Rio diminui

Temperatura máxima nesta quarta foi de 39 ºC

19 de Janeiro de 2022 as 18h30

Estado

Inep divulga gabaritos das provas reaplicadas do Enem 2021

Conteúdos devem ser acessados por data da prova, cor, número

19 de Janeiro de 2022 as 18h00

Estado

Quarta-feira (19): Mato Grosso registra 585.967 casos e 14.158 óbitos por Covid-19

Há 131 internações em UTIs públicas e 147 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 69% para UTIs e em 30% para enfermaria

19 de Janeiro de 2022 as 17h15

Estado

Mato Grosso lidera produção agropecuária brasileira por 4 anos consecutivos

De 2018 a 2021 o crescimento alcançou 69%. A agropecuária representa mais de 21% do PIB do Estado

19 de Janeiro de 2022 as 16h45

Estado

Governador destina R$ 2,3 milhões para construção de asfalto novo em Itanhangá

Estado vai custear 90% da obra e Prefeitura vai bancar os 10% restantes

19 de Janeiro de 2022 as 16h15

Estado

Termina rodízio no fornecimento de água em Curitiba

Crise hídrica no Paraná motivou racionamento em março de 2020

19 de Janeiro de 2022 as 15h30

Estado

São Paulo lança 150 mil vagas para Programa Bolsa Trabalho

Contratos serão de cinco meses e remuneração é de R$ 540

19 de Janeiro de 2022 as 15h30

Estado

Diretora da DRE de Juína: estamos vendo de fato um novo jeito de fazer educação em Mato Grosso

As diretorias regionais também receberam 23 veículos novos do modelo Voyage que vão auxiliar nos atendimentos dos 15 polos em MT

19 de Janeiro de 2022 as 14h45

Estado

Estudantes de Barra do Bugres são premiados com menção honrosa na Olímpiada de Matemática

Trata-se das estudantes Luciana Anaid Silva de Lima aluna do 6° ano, Emilly Vitória de Oliveira Pereira e Emanuelly Vitória Fernandes da Silva ambas, do 8° ano.

19 de Janeiro de 2022 as 14h15

Estado

Procon-SP fiscaliza realocação de voos no Aeroporto de Congonhas

No local, equipes do órgão orientam consumidores sobre seus direitos

19 de Janeiro de 2022 as 12h00

Estado

Estudantes de Barra do Garças são premiados com menção honrosa na Olímpiada de Matemática

Trata-se das estudantes Luciana Anaid Silva de Lima aluna do 6°C, Emilly Vitória de Oliveira Pereira e Emanuelly Vitória Fernandes da Silva ambas do 8° ano C.

19 de Janeiro de 2022 as 11h45

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO