Estado

Professora é arrastada e detida em festa de igreja em MT; veja vídeo

Associação dos professores da Unemat emitiu nota alegando truculência por parte de policiais e participantes do evento. Polícia diz que ela foi detida por causar tumulto e desacato.

Por: G1 MT
16 de Outubro de 2019 as 17h 11min

Professora foi arrastada e detida em festa de igreja em Campos de Júlio — Foto: Arquivo pessoal

  Uma professora foi detida e arrastada em uma festa de uma igreja católica na cidade de Campos de Júlio, a 692 km de Cuiabá. Lisanil Conceição Patrocínio Pereira é professora da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e participava do evento no domingo (13) quando subiu no palco e foi retirada à força por um grupo de pessoas, inclusive policiais.

  Os participantes e organizadores alegaram que ela causou tumulto e confusão no local e, por isso, chamaram a polícia. Eles acusam a professora de estar transtornada e embriagada. A Polícia Civil disse que ela foi detida por causar tumulto e desacato (veja nota no final da matéria).

  A Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso –(Adunemat) emitiu nessa terça-feira (15) uma nota de repúdio sobre o ocorrido. A entidade alegou violência e truculência por motivação política.

  Vídeos gravados por participantes da festa mostram o momento em que um policial civil aborda a professora no palco e tenta retirá-la à força. Pelo menos outros quatro homens também tentam segurá-la. Ela é puxada pelos braços e arrastada pela escada do palco.

  O G1 ligou para a professora, que afirmou que vai se posicionar por meio da associação da classe. Ela disse estar abalada emocionalmente e não quis comentar sobre o que aconteceu.

  Em nota, a Adunemat declarou que 'a professora foi vítima da mais absurda violência física e moral, caracterizando violação de sua dignidade humana enquanto docente do ensino superior, trabalhadora, mãe, chefe de família'.

  Lisanil é professora há 15 anos e dá aulas em Juara, a 690 km de Cuiabá. Ela estava em Campos de Júlio a trabalho e foi para a festa para poder almoçar.

  A festa religiosa era em comemoração ao Dia de Nossa Senhora Aparecida, lembrado no sábado (12), e era realizado em um pavilhão de uma igreja católica da cidade.

  A professora, que vestia uma camiseta com as frases 'Lute como uma Garota' e 'Lula Livre', disse à Adunemat que foi 'abordada de forma ostensiva pelos participantes que comentavam e a olhavam com estranheza e desdém pelas marcas de sua orientação política, estampada na camiseta'.

  Lisanil disse que subiu no palco para pedir que tocassem músicas mato-grossenses. A maioria dos participantes era de origem gaúcha.

  O grupo decidiu retirar a professora do local e chamou a polícia. Ela foi arrastada pelo palco e pela escada e levada algemada à delegacia.

  “Que crime a professora cometeu? Que periculosidade tinha uma mulher sozinha, desarmada e sem qualquer habilidade física para enfrentar os brutamontes que a atacaram? O que justificou tamanha violência senão o ódio às mulheres consideradas perigosas por serem autônomas e por terem posição política e a coragem de enfrentar um estado ainda patriarcal e violento?”, questionou a Adunemat na nota.

  Para os professores, Lisanil foi ameaçada e agredida por causa da posição política dela.

Organizadores da festa
  O G1 conversou com representantes e organizadores da festa, que pediram para não serem identificados.

  Eles disseram que a professora estava embriagada e comportamento alterado no evento. Conforme os organizadores, a professora não dizia palavras que faziam sentido e teria xingado e desacatado os policiais.

  No entanto, os organizadores negam que algum integrante da festa tenha tocado, arrastado ou abordado a professora, como foi registrado nas filmagens.

  Os representantes também negaram que a situação ocorreu por motivações políticas, como foi dito pela associação que representa a professora.

Polícia Civil
  A Polícia Civil, por meio de assessoria, explicou que a professora foi detida e autuada em flagrante pelos crimes de pertubação do sossego, desacato e resistência.

  Ela pagou fiança de R$ 2,5 mil na segunda-feira (14) e foi solta.

  A instituição negou relação política, afirmou que ela tinha ingerido bebida alcoólica e causado tumulto na festa.

  Ainda de acordo com a Polícia Civil, a professora agrediu e xingou os dois policiais civis que foram ao local. A Polícia Civil não se manifestou sobre a acusação de truculência.


COMENTARIOS

Mais de Estado

Estado

Suspeito de tráfico é abordado carregando mala com drogas e é preso com outras duas pessoas em MT

Suspeito indicou uma casa onde teria comprado as drogas. No local, a polícia encontrou um casal com vários tabletes de drogas, dinheiro e um caderno de anotações.

13 de Novembro de 2019 as 15h43

Estado

Policial que atirou em jovem que atacou cliente com facão em sorveteria é homenageada em MT

Cláudia Kafer, de 32 anos, deu um tiro na perna de um jovem para evitar que continuasse a esfaquear um homem. Ela recebeu homenagem do Comando Geral da PM.

13 de Novembro de 2019 as 15h34

Estado

Mãe improvisa casa às margens de córrego para morar com os 3 filhos após despejo em Cuiabá

Casa é feita com madeira, chapas de alumínio e outros materiais improvisados. O local não tem energia e nem água encanada.

13 de Novembro de 2019 as 15h29

Estado

Ponte de madeira é interditada por risco de desabamento na MT-490

Medida visa prevenir o desabamento da travessia, que vinha sendo usada para o tráfego de veículos pesados, como carretas e caminhões, de forma irregular. Sinfra informou que uma nova ponte de concreto já começou a ser construída em substituição.

13 de Novembro de 2019 as 15h25

Estado

Motorista fica preso nas ferragens após acidente envolvendo três carros em Cuiabá

Bombeiros precisaram cortar a porta do carro para conseguir retirar o motorista.

13 de Novembro de 2019 as 15h18

Estado

Médico acusado de violência doméstica é preso pela 2ª vez em Cuiabá suspeito de ameaça e agressão

Emilson Miranda, de 30 anos, passou 40 dias preso entre fevereiro e abril deste ano suspeito de agredir e ameaçar a namorada dele e a filha dela.

13 de Novembro de 2019 as 15h11

Estado

Motorista pula de caminhonete em movimento durante roubo em MT

Vítima ficou com ferimentos leves e foi atendido na UPA. Os suspeitos do crime fugiram da polícia na BR-070 e depois abandonaram a caminhonete.

13 de Novembro de 2019 as 15h03

Estado

Passageira de moto morre após acidente com caminhão em Sorriso (MT)

Ebete Costa da Silva, de 42 anos, foi socorrida e morreu no hospital.

12 de Novembro de 2019 as 16h27

Estado

Segundo adolescente envolvido em acidente entre carro e moto morre após 4 dias na UTI em MT

Bruno Henrique e Hélio Diogo foram vítimas de um acidente ocorrido na quinta-feira (7). Eles estavam de moto e foram atropelados por um motorista embriagado.

12 de Novembro de 2019 as 16h19

Estado

Suspeito de matar engenheira após perseguição no trânsito vai para presídio em MT

Motorista teria ficado com raiva da lentidão no trânsito, perseguiu e atirou na caminhonete onde a vítima estava com o namorado em Sorriso.

12 de Novembro de 2019 as 16h09

Estado

Incêndio causado por problema em ar-condicionado atinge sala de escola e aulas são suspensas em MT

Escola possui cerca de 2,3 mil de ensino fundamental e médio. A sala atingida pelo fogo está isolada.

12 de Novembro de 2019 as 16h04

Estado

Cachorro escapa, cava cova e encontra corpo de feirante que estava desaparecido há 6 dias em MT

Feirante Dirceu de Lima Raimundo, de 58 anos, era dado como desaparecido há seis dias. Testemunhas apontaram uma mulher como autora do crime, porém, ela não foi localizada.

12 de Novembro de 2019 as 15h58

Estado

Jovem é encontrado morto em trilha de cachoeira após ficar 2 dias desaparecido em serra de MT

Segundo a Polícia Civil, João Paulo Souza Rosa, de 23 anos, estava desaparecido desde sábado (9) quando foi até a serra onde se encontraria com amigos. Corpo foi encaminhado ao IML, que deve apontar a causa da morte.

12 de Novembro de 2019 as 15h52

Estado

Corpo de jovem que se afogou durante travessia de rio é encontrado em MT

Fernando Silva teria ido passar o final de semana com amigos às margens do Rio das Mortes. Eles tentavam atravessar de uma margem para outra quando vítima foi puxada pela correnteza e se afogou.

12 de Novembro de 2019 as 15h47

Estado

Mulher é presa suspeita de se recusar a pagar conta e agredir garçom em restaurante de Cuiabá

Valor da conta seria de R$ 210, segundo a polícia. Suspeita teria dado dois tapas no rosto do garçom.

12 de Novembro de 2019 as 15h41

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Qual é sua opinião sobre o trancamento da pauta pela Câmara de Vereadores de Lucas do Rio Verde?

A Favor

Contra

Parcial
veja +

COTAÇÃO