Repúdio

Índios repudiam exploração de terras em carta ao Congresso escrita em encontro que reuniu mais de 600 indígenas em MT

Pontos elencados em carta foram discutidos em reunião com mais de 600 indígenas no Parque Nacional do Xingu, em Mato Grosso, incluindo o cacique Raoni Metuktire.

Fonte: G1
19 de Janeiro de 2020 as 19h 05min

O líder indígena Cacique Raoni, da tribo Kayapo, faz um discurso durante evento na vila de Piaracu, no Parque Indígena do Xingu, nesta sexta-feira (17) — Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Uma carta escrita pelos indígenas contra a exploração de recursos naturais e agricultura nas terras indígenas foi encaminhada ao Congresso Nacional. O documento foi elaborado durante reunião com mais de 600 índios no Parque Nacional do Xingu, em São José do Xingu, a 931 km de Cuiabá, nesta semana.

No documento, os indígenas pedem apoio e repudiam a autorização para a liberação das áreas para o cultivo agrícola, em discussão no Congresso.

Eles se dizem ameaçados com a proposta do atual governo e que vão lutar pelos direitos previstos em lei.

“Não aceitamos garimpo, mineração, agronegócio e arrendamento de nossas terras. Não aceitamos madeireiros, pescadores ilegais e hidrelétricas e outros empreendimentos, como Ferrogrão que venham nos impactar de forma direta e irreversível. Repudiamos a perseguição e a tentativa de criminalização das nossas lideranças”, diz trecho da carta.
O Ministério Público Federal (MPF) propôs um acordo para regulamentar a atividade agrícola nas áreas indígenas do povo Pareci, em Mato Grosso, mas a liberação é apenas para a produção pelos indígenas. As terras não podem ser arrendadas para não índios, conforme o previsto na Constituição Federal.

O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que está sendo firmado entre o MPF, o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e comunidades indígenas prevê o respeito à legislação ambiental, sem uso de sementes transgênicas, e o cultivo exclusivo pelos índios.

O encontro, que se encerrou nessa sexta-feira (17), foi mobilizado pelo cacique Raoni, que se tornou uma referência mundial devido às campanhas de proteção ambiental.

“Exigimos que o Congresso reconheça legalmente as autoridades indígenas que decidem em favor das comunidades, pautadas a partir de reivindicações coletivas e não individuais”, ressaltam os indígenas na carta.

Para eles, as falas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) têm promovido a violência contra os índios e a invasão de terras.

“Temos que nos preparar para enfrentar não só o governo, mas também reagir à violência de alguns setores da sociedade que expressa de forma muito clara o racismo, simplesmente pelo fato de sermos indígenas. Não apenas defendemos o meio ambiente, nós somos a própria natureza. Se matar o meio ambiente, está matando nós”, diz.
 

De acordo com as lideranças, as áreas protegidas têm sido cada vez mais alvos de invasões de madeireiros e garimpeiros, levando a um aumento no desmatamento e na violência contra índios. As propostas do governo, segundo os índios, têm ameaçado também a cultura do povo.

“Não podem vender as nossas riquezas, o dinheiro não paga por elas. O nosso território é muito rico, não de dinheiro, somos ricos de diversidade e toda essa floresta depende da nossa cultura para ficar em pé. O que vale para nós é a nossa terra. Isso vale mais do que a vida. Nós cuidamos da nossa terra, sabemos o valor que ela tem. Precisamos proteger aquilo que nossos antepassados deixaram para nós”, diz outro trecho da carta.

Os índios pedem ainda políticas de fortalecimento a alternativas econômicas sustentáveis para as terras indígenas, sem o uso de agrotóxicos, e que promovam a economia da floresta em pé, “com ênfase na cultura, nos saberes tradicionais, no extrativismo e nas tecnologias limpas”.

“Exigimos a garantia da Integridade física e moral de nossas comunidades e lideranças e a punição daqueles que estão matando nossos parentes. Exigimos que cumpra sua responsabilidade constitucional de proteger os territórios indígenas e o meio ambiente, coibindo atividades ilegais e punindo os criminosos. Também exigimos que o governo se responsabilize pelo envenenamento do ar, do solo e dos rios causada pelo uso irresponsável e descontrolado de agrotóxicos no entorno de nossas terras”, destaca.

Os indígenas ainda pedem ao Congresso o cumprimento das políticas públicas de proteção dos povos isolados, educação diferenciada aos jovens e afirmam que são contra a municipalização da saúde indígena.

“Concluímos com a certeza que 2020 será um ano de muita luta, e convocamos todos os parentes e os parceiros dos povos indígenas no Brasil e no exterior para um ano de muitas mobilizações, onde devemos estar presentes com a força e a energia de nossos ancestrais em Brasília e nas ruas de todo o mundo”, finaliza.


COMENTARIOS

Mais de Estado

Ranking

Sema avança cinco posições no ranking nacional de transparência ambiental

Portal transparência da Sema é top três em disponibilização de informações sobre pecuária, regularização ambiental e situação fundiária de unidades de conservação

22 de Maio de 2020 as 14h28

Previdência

Mato Grosso replica as regras de aposentadoria dos servidores federais

Mensagem em tramitação na AL prevê mudanças na idade e tempo de serviço para a previdência dos servidores do Estado

22 de Maio de 2020 as 14h25

Formação

Seduc realiza curso de formação online para professores da rede estadual

Ao todo, participam da formação 8.417 professores, que fizeram as inscrições nos 15 Centros de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação (Cefapros)

22 de Maio de 2020 as 14h22

Operação Policial

Polícia Civil deflagra segunda fase de operação que reprime tráfico de drogas na baixada cuiabana

A operação contou com a participação de 50 policiais civis, sendo 27 da DRE, 12 da Gerência de Operações Especiais (GOE), oito da 3ª Delegacia de Polícia de Várzea Grande e três do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer)A operação c

22 de Maio de 2020 as 14h16

Audiências Públicas

Audiências públicas para debater concessão de rodovias ocorrem nos dias 26, 27 e 28 de maio

As audiências serão transmitidas pela internet através do canal da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística no Youtube

22 de Maio de 2020 as 14h14

Pneumonia

Sesp-MT esclarece morte de reeducando de Alta Floresta

Ele já sofria de doença pulmonar crônica e hipertensão há alguns anos e o primeiro teste de Covid-19 deu negativo

22 de Maio de 2020 as 14h11

INSCRIÇÕES

Seduc disponibiliza vídeo passo a passo para inscrições no Enem 2020

Para os alunos que se preparam para o Enem, a Seduc disponibiliza videoaulas pela TV Assembleia, com com uma série de conteúdos focados nas quatro áreas de conhecimento

22 de Maio de 2020 as 14h09

Impacto Reduzido

“Ajuste fiscal iniciado em 2019 permitiu que enfrentássemos a pandemia com mais serenidade”, afirma governador

Em entrevista à CNN Brasil, Mauro Mendes destacou que Governo tem conseguido manter as contas em dia

22 de Maio de 2020 as 14h06

Coronavírus

PM envasa álcool 70% que atende órgãos estaduais

A instituição militar também já entregou mais de 17 mil máscaras, uma média de três para cada policial

22 de Maio de 2020 as 09h40

Valorização

Festival Cultura em Casa divulga talentos do interior de Mato Grosso

Cerca de 45 projetos de municípios do interior fazem parte do festival online e ajudam a fortalecer a economia da cultura por todo o Estado

22 de Maio de 2020 as 09h37

Youtube

CGE reabre inscrições para ciclo virtual de orientações

O ciclo de orientações será realizado na próxima terça e quarta-feira (dias 26 e 27/05), mediante transmissão ao vivo pelo Youtube da CGE, a partir das 8h15

22 de Maio de 2020 as 09h34

Coronavírus

JBS doará R$ 26,7 milhões para o enfrentamento do coronavírus em Mato Grosso

A JBS vai doar R$ 26,7 milhões para o enfrentamento do coronavírus em Mato Grosso.

22 de Maio de 2020 as 09h18

Coronavírus

MT tem bom nível de transparência das compras emergenciais, indica ranking

De uma pontuação de 0 a 100, Mato Grosso obteve 62 pontos e ficou na 11ª posição no levantamento da "Transparência Internacional – Brasil"

21 de Maio de 2020 as 14h20

Atendimento Presencial

Detran-MT contabiliza mais de 100 mil agendamentos em todo Estado

As vagas para atendimento presencial são limitadas por dia e estão disponíveis na página de agendamento para consulta do cidadão

21 de Maio de 2020 as 14h14

Infraestrutura

Governo conclui restauração da MT-235 e avança na execução de melhorias na região Oeste

Além da conclusão do serviço em Campo Novo do Parecis, a restauração acontece nas cidades de Tangará da Serra, Denise e Barra do Bugres

21 de Maio de 2020 as 14h11

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO