Economia

Teto de gastos fecha 2021 com folga de R$ 27,53 bilhões

PEC dos Precatórios liberou R$ 64,9 bilhões no Orçamento de 2022

Fonte:EBC
28 de Janeiro de 2022 as 17h 30min

© José Cruz/Agência Brasil

O teto federal de gastos encerrou 2021 com folga de R$ 27,53 bilhões, divulgou hoje (28) a Secretaria do Tesouro Nacional. Do limite de R$ 1,486 trilhão, foram executados R$ 1,458 trilhão, o equivalente a 98,1% do total.

Na divisão por Poderes, o Executivo gastou 98,2% do limite; o Legislativo, 91,6%; o Judiciário, 97,2%; e a Defensoria Pública da União, 90,4%. Apenas o Ministério Público da União gastou mais que o limite: 100,5%. O órgão, no entanto, informou que teve autorização do Tribunal de Contas da União (TCU) para gastar além do teto e alega que legalmente não descumpriu o limite. Coube ao Tesouro gastar R$ 61,7 milhões a menos para compensar a parte do Ministério Público.

De acordo com o Tesouro Nacional, o enquadramento dos demais Poderes ao teto foi alcançado por meio de ajustes nos gastos de pessoal promovidos pelos próprios órgãos. Ainda segundo o Tesouro, os demais Poderes agora terão mais espaço para investimentos, depois de segurarem os gastos com os funcionários.

Até 2019, o Poder Executivo compensava eventuais estouros do teto de gastos por outros Poderes. Dessa forma, o Tesouro Nacional economizava mais para permitir que o Legislativo, Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública cumprissem cronogramas de reajustes de pessoal estabelecidos antes da emenda constitucional que instituiu o teto. Esse mecanismo só foi mantido em relação aos gastos do Ministério Público da União, por meio de um acórdão com o TCU.

Órgãos que estavam próximos de estourar o teto em 2020 continuaram a apertar os cintos em 2021. A Justiça do Trabalho, que encerrou o ano retrasado executando 99,5% do limite, gastou 97,7% em 2021. Com 100% do limite gasto em 2020, o Conselho Nacional de Justiça executou 98,8% no ano passado.

Perspectivas

Para 2022, o teto de gastos está fixado em R$ 1,675 trilhão. Originalmente, o limite corresponderia a R$ 1,61 trilhão, mas foi ampliado por causa da emenda constitucional que mudou a fórmula de cálculo do teto.

Até 2021, o teto de gastos era corrigido pela inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado entre julho de dois anos antes e junho do ano anterior. Com a emenda constitucional, o limite passou a ser corrigido pela inflação apurada entre janeiro e junho e pela projeção de inflação de julho a dezembro, com eventuais diferenças entre as previsões e os resultados oficiais sendo compensadas posteriormente.

Com a inflação tendo superado 10% em 2021, a nova fórmula de cálculo liberou R$ 64,9 bilhões no Orçamento deste ano, segundo nota técnica da Câmara dos Deputados. Esses valores financiarão o Auxílio Brasil de R$ 400 até o fim do ano, gastos obrigatórios com a Previdência Social e demais benefícios vinculados à inflação, com benefícios de assistência social e gastos com a saúde pública.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Economia

Economia

Painel Telebrasil discutirá 5G, internet 3,0 e sustentabilidade

Evento terá participação dos ministros Fábio Faria e Paulo Guedes

25 de Junho de 2022 as 09h15

Economia

Aneel mantém bandeira tarifária verde para julho

Não haverá cobrança extra na conta de luz no próximo mês

24 de Junho de 2022 as 20h45

Economia

Comitê da Petrobras aprova nome de Caio Andrade para presidência

A informação foi divulgada em nota, na noite desta sexta-feira

24 de Junho de 2022 as 20h00

Economia

Desemprego chega a 9,4% em abril, diz Ipea

Taxa é a menor registrada no país desde outubro de 2015

24 de Junho de 2022 as 18h45

Economia

Dólar sobe para R$ 5,25 e tem quarta semana seguida de alta

Bolsa sobe 0,6%, mas encerra semana em queda

24 de Junho de 2022 as 18h15

Economia

El BC Brasil prevé un 1,7% de crecimiento del PIB para 2022

El pronóstico anterior, publicado en marzo, era del 1%.

24 de Junho de 2022 as 14h45

Economia

Presidente sanciona com vetos lei que previa compensações de ICMS

Entre os vetos, está o que garantia mínimos em saúde e educação

24 de Junho de 2022 as 11h00

Economia

Prévia da inflação oficial é de 0,69% em junho

Taxa é maior que a de maio: 0,59%

24 de Junho de 2022 as 09h15

Economia

CMN publica decisão fixando em 3% meta de inflação para 2025

Anúncio foi feito pelo Ministério da Economia

24 de Junho de 2022 as 08h30

Economia

Governo paga hoje Auxílio Brasil a beneficiários com NIS final 6

Valor mínimo para cada família é R$ 400

24 de Junho de 2022 as 05h15

Economia

Dólar sobe para R$ 5,23 com temor ante recessão global

Bolsa cai 1,45% e atinge menor nível desde novembro de 2020

23 de Junho de 2022 as 19h15

Economia

CMN fixa em 3% a meta de inflação para 2025

Metas para 2023 e 2024 são mantidas em 3,25% e 3%

23 de Junho de 2022 as 18h15

Economia

BC projeta crescimento de 1,7% do PIB para 2022

Previsão anterior, divulgada em março, era de 1%

23 de Junho de 2022 as 14h45

Economia

Arrecadação de tributos federais cresce 4,13% em maio

Segundo o Fisco, este é o melhor resultado desde 2007

23 de Junho de 2022 as 12h00

Economia

Três consumidores de Cuiabá e dois do interior são sorteados com R$ 50 mil no Nota MT

Entidades sociais indicadas pelos premiados vão receber R$ 10 mil, cada

23 de Junho de 2022 as 11h30

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO