Artigo: O que é alistamento eleitoral?

No Brasil, o indivíduo poderá se tornar cidadão a partir dos 16 anos, idade a partir da qual lhe é facultado inscrever-se como eleitor e votar.

12/01/2018 - 14:30:25

   

O alistamento eleitoral é o ato pelo qual a pessoa inscreve-se no Cadastro Nacional de Eleitores e passa a figurar na lista de eleitores de determinado município, adquirindo assim o “status” de cidadão. Ou seja, a condição “sine qua non” para o exercício da cidadania é ser eleitor.

Assim, a qualidade de cidadão não é adquirida com o nascimento, mas tão somente com a inscrição na Justiça Eleitoral como eleitor. O nascimento em determinado país define a nacionalidade de uma pessoa, que passa a fazer parte do povo daquele país, constituindo uma nação, ressalvadas algumas exceções. O nascimento em determinado estado e cidade determina a sua naturalidade. Dessa forma, o nascimento por si só não dá ao indivíduo o título de cidadão daquele país ou daquela cidade, definindo apenas a nacionalidade e naturalidade da pessoa.

No Brasil, o indivíduo poderá se tornar cidadão a partir dos 16 anos, idade a partir da qual lhe é facultado inscrever-se como eleitor e votar. Sendo assim, ao completar 16 anos o jovem pode fazer o título de eleitor, adquirindo o “status” de cidadão. De qualquer forma, como o voto também é uma faculdade, esse jovem não é obrigado a votar, mesmo possuindo o título de eleitor.

Todavia, quando o indivíduo completa 18 anos tanto o alistamento eleitoral como o voto passam a ser obrigatórios, de forma que se a pessoa não se alistar como eleitor aos 18 anos e/ou não votar nas eleições, sofrerá uma sanção eleitoral, materializada em multa. Essa obrigatoriedade estende-se até os 70 anos, idade a partir da qual o voto volta a ser facultativo. Ou seja, se a pessoa maior de 70 anos de idade quiser continuar exercendo a sua cidadania por meio do voto poderá exercê-la, porém não sofrerá nenhuma sanção eleitoral caso não queira comparecer às urnas.

Desta forma, no Brasil o voto é um direito conquistado pelo povo brasileiro, porém é também um dever que se não for exercido, gerará sanção eleitoral, consubstanciada em multa no valor de R$ 3,51.

Certo é que existem situações que impedem o eleitor de estar no seu domicílio eleitoral no dia da eleição, ocasião em que no dia da eleição deverá comparecer em uma sessão eleitoral para realizar a sua justificativa. Outra situação é o eleitor que fica impedido de comparecer na sessão eleitoral no dia da eleição, mesmo estando em seu domicílio, como é o caso de estar passando por alguma enfermidade. Nessa segunda situação, esse eleitor terá o prazo 60 dias para comparecer ao Cartório Eleitoral para justificar a ausência às urnas, devidamente munido de documento que comprove o seu impedimento.

Em Lucas do Rio Verde, o Cartório Eleitoral está sediado na Rua Paranapanema, n. 1818S, bairro Jardim das Palmeiras, com atendimento ao público das 07h30 às 13h30. A Justiça Eleitoral em Lucas do Rio Verde atende também pelos telefones (65) 3549-2873 e 3549-6125.

Marcela Ramalho Teixeira Muniz
Analista Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, Chefe do Cartório da 21ª Zona Eleitoral de Mato Grosso, Bacharel em Direito pela Universidade de Cuiabá, com formação em Coaching pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) e especialista em Direito Processual Civil, Direito e Processo do Trabalho e Direito Eleitoral.

MT Agora

Mais Noticias

Artigo

Artigo: A visão dos brasileiros

Direito

OAB critica autorização de abertura de 34 novos cursos de Direito

Artigo

Artigo: Ferrovias e dúvidas

Artigo

Artigo: Duro golpe na roubocracia

09/04/2018 -

Artigo: Persistente serviço à impunidade

Nem os mais desatentos observadores deixaram de notar a defesa que dois ministros fizeram a Lula

07/03/2018 -

O legado de Maggi

Blairo não só anunciou sua desistência, como disse que não participará das articulações para composição das alianças ou lançamento de candidaturas

05/03/2018 -

Reinventar-se, o sucesso da profissão

Reportagem fantasiosa e desprovida da realidade põe em xeque o futuro da profissão de contador

05/03/2018 -

A porta estreita

Passagem do Evangelho de Mateus especialmente importante para todos aqueles que atuam no setor público

05/03/2018 -

Um grande negócio

Tem certo aprendiz de político, que na esperança de impressionar o eleitorado, fantasia de humilde, chora em velório, dança e festeja

05/03/2018 -

Segurança para produzir

Supremo compreendeu que os produtores não podem pagar a conta da mudança de legislação ao longo de décadas

05/03/2018 -

Sonhos e esperanças pro eleitor

A eleição de 2018 virá na esteira de um País naufragado moral, política e economicamente

02/01/2018 -

Artigo: A política

A política tem um espaço apropriado para que ela se dê, e este espaço não é outro, senão o essencialmente humano

02/01/2018 -

Artigo: Esperança para 2018

Mulheres vítimas de delito sexual precisam do apoio das demais. As mulheres se movem, e não é para trás...

02/01/2018 -

Artigo: Você cumpriu as suas metas em 2017?

Sempre há tempo para antecipar o futuro e redirecionar os nossos objetivos, recriar as metas e reorganizar os alvos

21/12/2017 -

Artigo: Prerrogativas dos advogados

Um dos grandes males deste País tem nome e endereço: privilégios. Não se deve mantê-los, mas combatê-los

20/11/2017 -

Artigo: A essencialidade do Auditor Interno

Embora seja uma profissão milenar, o auditor interno vem se tornando cada vez mais essencial dentro de qualquer organização, seja ela pública ou privada.

20/11/2017 -

Artigo | Família: a construção da vida

No exemplo e na coerência dos adultos, os filhos se espelham, constroem o caráter, a identidade e a relação com a vida

20/11/2017 -

Artigo: Responsabilidade civil do médico

A responsabilidade do hospital é objetiva (independe de culpa), e a do médico é subjetiva (depende de culpa)

20/11/2017 -

Artigo: Política versus economia

Neste momento, vivemos a agonia de morte desse sistema político patrimonialista que sempre usou a economia a seu favor

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora