Denúncia

Funcionária denuncia empresa por demissão depois de raspar a cabeça em ritual religioso em Cuiabá e diz que foi chamada de 'macumbeira'

Vítima disse que usava toca para "evitar comentários”, mas que a chefe descobriu o ato após acompanhá-la até o banheiro. Supervisora teria feito expressão de reprovação e afirmado que esse tipo de religião não cabia à empresa.

Fonte: CenárioMT
24 de Setembro de 2020 as 13h 16min

Vítima relatou à polícia que foi discriminada por supervisora em empresa — Foto: Reprodução

  Uma funcionária de 41 anos denunciou à polícia que foi vítima de preconceito após ter raspado a cabeça durante um ritual religioso do candomblé e ter sido demitida do trabalho, em Cuiabá, no dia 17 deste mês. A mulher afirma que foi discriminada pela supervisora.

  A empresa terceirizada de serviços gerais, responsável pela demissão, informou ao G1 que aguarda notificação da Justiça e que, até que isso aconteça, não vai se posicionar sobre o assunto.

  A Polícia Civil disse, em nota, que a ocorrência foi registrada como crime de preconceito de raça e de cor, etnia, religião e de constrangimento ilegal. O caso é investigado pela 3ª Delegacia de Polícia.

  A vítima trabalhava na empresa desde junho de 2019 no cargo inicial de auxiliar de serviços gerais e foi promovida ao cargo para líder do setor. Ela disse à polícia que no dia 7 deste mês fez a iniciação no Candomblé, que tem como ritual raspar a cabeça.

  No dia seguinte, foi trabalhar usando seis tocas para “evitar comentários”. A funcionária afirmou que, durante o expediente, precisou ir ao banheiro, sendo acompanhada, sem que tenha visto, pela supervisora. Conforme relatos da mulher à polícia, a inspetora a viu sem toca e a questionou sobre estar careca e se estava com câncer. A vítima, por sua vez, negou e explicou sobre o ritual religioso.

  Conforme o boletim de ocorrência registrado pela trabalhadora, dez dias depois, ela foi chamada ao escritório e a chefe dela pediu que ela tirasse a toca. Com ar de reprovação, a supervisora teria afirmado que pessoas dessa religião não cabiam no quadro da empresa e que, “além de ser negra, era macumbeira”.

  A vítima afirmou à polícia que foi orientada pela empresa a procurar Deus para se salvar, e que a chefe dela repetia que: “pessoa da sua cor e macumbeira não pode participar do quadro de funcionário da empresa”.

  A responsável pela organização ainda teria afirmado que não adiantaria a funcionária procurar a Justiça, pois não daria “em nada, já que empresa possui vários processos e nunca perdeu”.

  De acordo com a polícia, o abalo emocional sofrido pela funcionária “é enorme diante da falta de respeito e intolerância religiosa e o racismo das representantes da empresa”.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Cidades

Concurso Público

Provas do concurso público em Lucas do Rio Verde serão realizadas em dezembro

Serão seguidas todas as orientações quanto à prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19)

29 de Outubro de 2020 as 22h11

Batida Frontal

Duas pessoas ficam presas às ferragens em batida entre Strada e carreta

Acidente ocorreu na tarde de quarta-feira (28), na MT-485, próximo a Lucas do Rio Verde

29 de Outubro de 2020 as 08h10

Fiscalização

Obra paralisada em escola de Sinop é fiscalizada por deputado

O deputado Ulysses Moraes (PSL) realizou uma fiscalização em uma obra paralisada no município de Sinop.

26 de Outubro de 2020 as 12h19

Danos Materiais

Acidente é registrado na estrada do campinho verde em Lucas do Rio Verde-MT

O veículo Fiat Strada, cor branca era conduzido por um jovem de 19 anos

24 de Outubro de 2020 as 07h06

Qualificação

Profissionais de saúde e segurança pública participam de curso de atendimento a tentativas de suicídio

O objetivo é capacitar os profissionais com aulas teóricas e práticas para intervenção baseada em escuta e diálogo

23 de Outubro de 2020 as 15h40

Aulas Presenciais

Prefeitura libera volta às aulas em escolas particulares, festas e abertura de espaços públicos em Rondonópolis (MT)

Reuniões, comemorações e festas em locais abertos também estão autorizadas com até 300 pessoas.

23 de Outubro de 2020 as 14h01

Coronavírus

Fotógrafo morre com Covid-19 após mais de 20 dias internado em Cuiabá

Lenine trabalhou na Secretaria de Comunicação Social (Secom) do governo de Mato Grosso por 42 anos.

23 de Outubro de 2020 as 13h58

Procura

Bombeiros continuam a procura de jovem desaparecido no Rio Verde

As buscas foram retomadas por volta das 08h desta sexta-feira (23).

23 de Outubro de 2020 as 13h43

Roubo

Homem é detido logo depois de provocar batida com Hilux roubada

Viatura da PM se envolveu na batida entre a caminhonete roubada e um carro de passeio. Criminoso foi preso logo em seguida

23 de Outubro de 2020 as 13h18

Apreensão

Polícia Militar apreende adolescente com drogas e rádio na frequência da polícia em Sinop

O adolescente foi encaminhado a delegacia de polícia onde ficará a disposição da justiça.

23 de Outubro de 2020 as 13h16

Chuva

Vento forte seguido de chuva causa prejuízos em Lucas do Rio Verde

A tarde de quinta-feira (22) iniciou com ventos fortes em alguns bairro da cidade de Lucas do Rio Verde-MT, causando danos materiais e queda de árvores.

22 de Outubro de 2020 as 18h25

Traficando

Casal é pego traficando droga em Sinop

Na casa do suspeito, os agentes encontraram sua companheira, uma adolescente. Ela realizava a mistura da droga com ácido bórico e água boricada

22 de Outubro de 2020 as 18h13

Ameaça

Suspeito ameaça matar a esposa é preso pela Polícia

Os policiais constataram que o suspeito apresentava sinais de embriaguez.

22 de Outubro de 2020 as 18h04

Desaparecimento

Jovem de 21 anos desaparece durante banho no Rio Verde em Lucas do Rio Verde

O possível afogamento ocorreu em um local conhecido como “pedreira”.

22 de Outubro de 2020 as 17h56

Estupro

Pai acorda a filha de madrugada e a estupra na capital de Mato Grosso

Um homem de 42 anos estuprou a própria filha de 15 anos, na madrugada da última segunda-feira (19), no bairro Planalto, em Cuiabá.

22 de Outubro de 2020 as 17h50

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

Por causa da pandemia do coronavírus, você irá votar no próximo dia 15 de novembro?

Sim

Não

Ainda não sei

Parcial
veja +

COTAÇÃO