Redação

Polícia detém quatro gerentes de postos de combustíveis por preço abusivo

Eles foram liberados e vão responder por crimes contra a economia popular

Fonte:MT Agora - R7
07 de Março de 2012 as 14h 11min

Policiais civis detiveram, nesta quarta-feira (7), quatro gerentes de postos de combustíveis na capital paulista. De acordo com o DPPC (Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania), comerciantes estão remarcando preços e obtendo ganhos ilícitos com o prejuízo da população.

Os gerentes foram presos e, após assinar termos circunstanciados, foram liberados. Os locais onde foram constatadas especulações são: 
- rua Alfredo Pujol, 945 (gasolina: antes R$ 2,799, hoje R$ 4,499); 
- alameda Barão de Limeira, 668 (gasolina: antes R$ 2,699, hoje R$ 2,999); 
- rua Amaral Gurgel, 387 (gasolina: antes R$ 2,799, hoje R$ 2,899) ; 
- av. Itaquera, 1968 (gasolina: antes R$ 2,699, hoje R$ 2,999, álcool: antes R$ 1,599, hoje R$ 1,999). 

A nova regra de circulação dos veículos pesados causou polêmica, levando os transportadores de combustíveis a suspender a entrega do produto na capital. No final da manhã desta quarta-feira, o presidente do Sincopetro admitiu que nenhum posto da cidade tinha gasolina. 

Orientação 
Apesar do Sindicam (Sindicato dos Transportadores Autônomos de Bens do Estado de SP) pedir para os caminhoneiros voltarem ao trabalho, alguns deles sinalizaram na manhã desta quarta-feira (7) que não pretendem acabar com a greve.

De acordo com o presidente da cooperativa Cita Cooperativa, em Santo André, Paulo Sérgio Santos, alguns caminhões estão saindo para transportar os combustíveis escoltados na manhã desta quarta-feira. 

- Nesse momento, a determinação é para cumprir a ordem da Justiça. Alguma coisa [caminhões] já deve sair hoje de manhã. Em princípio, por algumas horas eles vão sair escoltados.

O presidente ainda falou que as cooperativas estão tentando reunião com prefeitura para quinta-feira para falar sobre as restrições. De acordo com Paulo, a prefeitura disse que só iria conversar com os transportadores quando eles voltassem ao trabalho. 

De acordo com o presidente do Sincopetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo), depois que a greve dos caminhoneiros dos transportadores de combustíveis se encerrar, o abastecimento aos postos só deverá se normalizar dentro de quatro ou cinco dias. Na manhã desta quarta-feira (7), Gouveia  também informou que 100% dos postos estão sem combustíveis. 

O Sindicam (Sindicato dos Transportadores Autônomos de Bens do Estado de SP) informou que ainda não foi notificada pela Justiça sobre a liminar concedida pelo Tribunal de Justiça nesta terça-feira (6), que determina o abastecimento aos postos. De acordo com o vice-presidente do sindicato, Claudinei Pelegrini, assim que for informado, eles irão acatar a decisão judicial. 

- Nós convocaremos uma assembleia para que os caminhoneiros decidam se irão ou não continuar com a greve. Eles que começaram a greve, eles que tem que decidir. 

A prefeitura também pediu à Justiça que aplicasse multa diária de R$ 1 milhão aos sindicatos, caso a greve continue.

No terceiro dia da greve, os frentistas aproveitaram para lavar os postos de gasolina por causa da falta de combustíveis. O fato foi registrado em um posto da avenida Voluntários da Pátria, na altura do número 33, na zona norte de São Paulo. No local, sete frentistas estavam com rodos e mangueiras nas mãos para fazer a limpeza. Segundo um dos funcionários, não tem nem gás nem álcool nem diesel nem gasolina. 

- Hoje só deu para abastecer os últimos R$ 4.

Na avenida Professor Cellestino Bourrol, na altura do número 34, os combustíveis acabaram ainda na noite e terça-feira (6). Uma frentista também aproveitou para fazer a limpeza do local.

- Não tem nada, estamos aproveitando para lavar. 

Os poucos postos que ainda tinham algum combustível registravam filas na manhã desta quarta-feira, como um que fica na pista local da marginal Tietê, perto da ponte da Freguesia do Ó. Pelo menos 15 carros se enfileiravam para encher os tanques. No estabelecimento, havia apenas 11 mil litros de gasolina. 

O motorista Marco Antônio Cruz, que vai pegar a estrada ainda nesta quarta, abasteceu R$ 55 e pediu chorinho para os frentistas.

- Pode por o chorinho. Estou com medo de acabar mesmo, não dá para parar na estrada.

Na avenida Marquês de São Vicente, na zona oeste da capital, os frentistas afirmaram que só tem 7.000 litros para atender a demanda dos motoristas. Segundo eles, como na há previsão de abastecimento das bombas, a quantidade restante não deve durar até amanhã. 


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Brasil

Investimentos

Brasil e EUA concluem acordos para facilitação de investimentos

Presidente afirmou que pacote traz benefícios e fluxo de investimentos

19 de Outubro de 2020 as 10h47

Energia Limpa

Brasil inaugura uma das maiores plantas de biogás do mundo, em SP

Presidente Jair Bolsonaro participou da cerimônia de inauguração do empreendimento, da empresa Raízen, que contou com financiamento BNDES

19 de Outubro de 2020 as 10h31

Dia D

Campanha de vacinação segue até 30 de outubro

Sábado (17) é o “Dia D” para multivacinação e poliomielite. Meta é vacinar mais de 11 mil crianças de um a cinco anos até fim do mês

19 de Outubro de 2020 as 10h30

Enem 2020

Enem 2020: inscrições para certificadores começam nesta quarta-feira

As inscrições para a Rede Nacional de Certificadores (RNC), a fim de atuação em atividades de certificação dos procedimentos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, começam nesta quarta-feira (9) e vão até o dia 29 deste mês.

09 de Setembro de 2020 as 09h36

Coronavírus

Farmacêuticas da Europa e dos EUA prometem rigor em testes para vacina

Promessa é manter processo científico para vacinas contra covid-19

08 de Setembro de 2020 as 14h04

Aulas Presenciais

Covid-19: retorno de aulas presenciais é controverso nos estados

Amazonas saiu na frente e retomou atividades presenciais em agosto

08 de Setembro de 2020 as 08h34

Vacina

Argentina e México vão produzir vacina da Oxford

Informação foi dada pelo presidente argentino, Alberto Fernández

13 de Agosto de 2020 as 09h54

Covid-19

Ivermectina só poderá ser vendida com receita enquanto durar a pandemia, decide Anvisa

Decisão já havia sido aplicada a outros medicamentos, como a hidroxicloroquina, a cloroquina e a nitazoxanida

24 de Julho de 2020 as 22h25

Coronavírus

Fiocruz: covid-19 se estabilizou em níveis altos de incidência e morte

Estudo é referente ao período de 28 de junho a 11 de julho

20 de Julho de 2020 as 19h39

Covid-19

Estados e municípios recebem auxílio de mais de R$ 15 bilhões

Recursos fazem parte da segunda parcela do auxílio financeiro concedido pelo Governo Federal a estados e municípios

15 de Julho de 2020 as 15h38

Covid-19

Conselhos tutelares recebem Equipamentos de Proteção Individual

Ao todo, 30 mil conselheiros, em 5,9 mil Conselhos Tutelares do País receberão os kits de proteção

15 de Julho de 2020 as 15h33

Sociedade

Justiça abre consulta para atualizar Plano Nacional de Segurança

Período de recebimento das sugestões será de 45 dias

15 de Julho de 2020 as 15h32

Trecho barrado

Bolsonaro veta renovação por mais 30 anos de contratos de estatais de saneamento

Essa sobrevida, agora barrada, é considerada importante para estatais porque o novo marco proíbe que novos contratos sem licitação sejam fechados

15 de Julho de 2020 as 15h21

Novas Negociações

Em decreto, Bolsonaro permite redução de jornada e salários por mais 30 dias

Empresas e empregados ficam autorizados a fazer novas negociações para ampliar o corte de jornada por mais um mês e a suspensão de contrato por mais dois meses

14 de Julho de 2020 as 23h08

Ajuda

Aos 91 anos, vovô pede ajuda para vender tecidos em loja tradicional de Guarulhos

Uma vida dedicada aos tecidos que foi interrompida por conta da pandemia do coronavírus.

07 de Julho de 2020 as 15h44

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO