Economia

Cepal prevê queda de pelo menos 1,8% na economia da América Latina

Segundo relatório, redução é devido aos efeitos do coronavírus

Fonte: Kelly Oliveira – Repórter da Agência Bras
03 de Abril de 2020 as 14h 30min

Marcello Casal jr/Agência Brasil

  A crise desencadeada pela covid-19 pode levar à queda da economia (Produto Interno Bruto - PIB) da América Latina e do Caribe de, pelo menos, 1,8%, em 2020. A Comissão Econômica para América Latina e o Caribe (Cepal) das Nações Unidas divulgou hoje (3) a previsão no relatório “A América Latina e o Caribe diante da pandemia de covid-19: efeitos econômicos e sociais”.

  Antes da chegada da covid-19, a Cepal previa que a região cresceria no máximo 1,3% em 2020. Entretanto, os efeitos da crise levaram a mudar essa previsão e a prever uma queda do PIB de pelo menos 1,8%, embora não se possa descartar que se chegue a retração entre 3% e 4%, ou até mais. Para a Cepal, o impacto econômico final dependerá das medidas tomadas nos níveis nacional, regional e global.

  Segundo o relatório, a crise da covid-19 terá efeitos econômicos diretos nos sistemas de saúde e nas taxas de mortalidade, e efeitos indiretos, que se materializarão no lado da oferta e da demanda na economia.

  De acordo com a Cepal, entre os efeitos diretos está o impacto nos sistemas de saúde da região, cuja infraestrutura é insuficiente para enfrentar os problemas gerados pela pandemia. Para fortalecer os sistemas de saúde, há necessidade de maiores gastos públicos: os países da região gastam uma média de 2,2% do PIB em saúde.

  Segundo a Cepal, para tratar a emergência sanitária é “imperativo aplicar imediatamente e de maneira eficiente as medidas de contenção sugeridas pela Organização Mundial da Saúde, fortalecer os sistemas de saúde e garantir o acesso universal a exames, medicamentos e curas”. Para tratar a emergência social, acrescenta a Cepal, são necessárias medidas de proteção de renda para os grupos mais vulneráveis, de proteção do emprego, como os benefícios de desemprego e renda básica de emergência, e de apoio às pequenas e médias empresas e aos trabalhadores por conta própria.

  Com relação às questões fiscais, diz a Cepal, os orçamentos devem ser reorganizados para implementar pacotes de estímulo a fim de fortalecer os sistemas de saúde, proteger a renda e minimizar a contração da economia. Na área monetária, acrescenta o órgão, devem ser feitos esforços para estabilizar as taxas de câmbio e preservar a solvência e o funcionamento do mercado bancário. E para incentivar a cooperação internacional, é necessário reconsiderar as políticas de concessão de empréstimos dos organismos internacionais. E facilitar, também, os empréstimos a juros baixos e adiar o serviço da dívida para os países em desenvolvimento.

  Em particular, o organismo da Organização das Nações Unidas pede que as sanções impostas à Cuba e à Venezuela sejam retiradas para permitir o acesso a alimentos, suprimentos médicos e exames da covid-19 e assistência médica. “É tempo de solidariedade, não de exclusão”, indica o documento.

  A longo prazo, a região terá que repensar suas estratégias de desenvolvimento para prevenir a gravidade de futuros choques, enfatiza o relatório. Nesse sentido, a Cepal propõe a criação de um fundo regional dedicado às necessidades específicas dos países de renda média para apoiar a recuperação social, econômica e produtiva.

Exportações
  De acordo com o estudo da Cepal, a previsão é que o valor das exportações da região cairá pelo menos 10,7% em 2020, devido à queda dos preços e à contração da demanda agregada global.

  Para a Cepal, os países precisam repensar suas estratégias de desenvolvimento, fortalecendo a coordenação e a integração regional para assegurar as cadeias de suprimentos de bens críticos, aliviar a pobreza e promover a redução da desigualdade, e fortalecer o comércio intra-regional e as cadeias de produção, entre outras medidas.

Agenda 2030
  O relatório alerta, também, que a crise coloca em risco a integralidade da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e seus Objetivos (ODS). Em sua análise, apresenta exercícios de simulação para 72 séries estatísticas dos indicadores dos ODS. Segundo a Comissão, 73% dos indicadores analisados mostram que há problemas para alcançar os ODS até 2030. Nesse sentido, a Cepal enfatiza que avaliar os impactos das políticas utilizadas para implementar a Agenda 2030 nos países da região é crucial. Para o monitoramento dos avanços a médio e longo prazo, a Cepal desenvolveu dois instrumentos específicos: o Portal dos ODS (SDG Gateway) e o Observatório Covid-19, que em breve estarão disponíveis.


COMENTARIOS

Mais de Brasil

Enem

Inscrições para o Enem seguem abertas até quarta-feira

O valor da taxa é de R$ 85 e deverá ser pago até 28 de maio

25 de Maio de 2020 as 09h51

Coronavírus

Casos de covid-19 no mundo ultrapassam 5 milhões

América Latina ultrapassou EUA e Europa na última semana

21 de Maio de 2020 as 09h19

Auxílio Emergencial

Caixa paga hoje primeira e segunda parcelas de auxílio emergencial

Estão inscritas para receber o benefício 50 milhões de pessoas

19 de Maio de 2020 as 09h43

Coronavírus

Termina hoje primeira etapa de levantamento nacional sobre covid-19

Foram testadas 15 mil pessoas em todas as regiões do país

19 de Maio de 2020 as 09h39

Direitos Humanos

Governo lança campanha e pede atenção aos casos de violência doméstica

Registros de violência contra a mulher em abril aumentaram 35%

15 de Maio de 2020 as 16h37

Saúde

Teich diz que deixa pronto plano de trabalho para auxiliar estados

Nelson Teich faz pronunciamento sobre saída do governo

15 de Maio de 2020 as 16h30

Política

Nelson Teich pede demissão do Ministério da Saúde

Teich assumiu o cargo há cerca de um mês, em 17 de abril

15 de Maio de 2020 as 16h28

Combate ao Covid-19

STF destina R$ 153 milhões da Lava Jato para combater pandemia

Estados deverão comprovar a utilização dos recursos

15 de Maio de 2020 as 16h23

Coronavírus

Mundo tem 3,8 mi casos de covid-19; Brasil é 6º em mortes

Balanço é da OMS com dados até a manhã deste sábado

09 de Maio de 2020 as 11h15

Desmatamento

Bolsonaro autoriza uso das Forças Armadas no combate ao desmatamento

Militares atuarão de 11 de maio a 10 de junho na Amazônia Legal

07 de Maio de 2020 as 09h40

Coluna

Em depoimento na PF, Moro disse que não acusou Bolsonaro de crime

Ele disse aos investigadores da PF e da Procuradoria-Geral da República (PGR) que não acusou Bolsonaro de um crime

05 de Maio de 2020 as 14h29

Pronunciamento Oficial

Bolsonaro: Moro tem compromisso com seu ego e não com o Brasil

Presidente comentou pedido de demissão do ministro, anunciado nesta sexta após exoneração do chefe da PF, Maurício Valeixo, braço-direito do ex-juiz

24 de Abril de 2020 as 16h56

Demissão de Moro

Sergio Moro pede demissão após troca de comando da Polícia Federal

Saída é reflexo da exoneração de Maurício Valeixo, homem de confiança do ex-juiz da Lava Jato, do comando da PF por Bolsonaro no Diário Oficial hoje

24 de Abril de 2020 as 10h57

Apenas Boatos

Assessoria do ministro Moro nega boato sobre demissão

Os rumores sobre uma eventual saída de Moro do governo foram desmentidos pela assessoria de imprensa da pasta

23 de Abril de 2020 as 15h08

Novo Ministro

Teich diz que isolamento deve ser baseado em informação sólida

Médico oncologista, escolhido por Bolsonaro para substituir Mandetta no Ministério da Saúde, defendeu maior equilíbrio com a área econômica

16 de Abril de 2020 as 18h04

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO